Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro #34 – Sol Casal: Umbigo

Sol Casal apresenta o 34º ensaio do Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro - Imagens que narram nossa história
Sol Casal

O trabalho Umbigo, foi realizado pela artista Sol Casal em 2008 para a conclusão de curso em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul integra a coleção do MAC – RS.

É uma série composta por 11 fotografias dispostas em sequência que registram a ação realizada pela artista. A imagem da barriga foi impressa em tecido e esticada em um bastidor. Realizado um corte na região do umbigo, a saída do corpo/carne/imagem pelo corpo/imagem tem início.

Trazer este trabalho para refletir sobre questões atuais deste ano atípico que está sendo 2020, parece propício. Através de imagens, o trabalho aponta para uma sensação bastante recorrente que vivenciamos atualmente, a sensação da urgência de parar de olhar para nosso próprio umbigo e pensar coletivamente em trabalharmos para a construção de um mundo onde os interesses coletivos estejam à frente dos interesses individuais.

Nesse embate, nem sempre as coisas são confortáveis, e por vezes, chegam a ser verdadeiramente dolorosas, assim como no ato de colocar uma nova vida no mundo. Dar à luz a si, através do abandono do próprio umbigo.

O questionamento é iminente: qual é o lugar do corpo num momento de isolamento social, onde o mesmo se encontra limitado pelo espaço físico e pela falta de contato com outros corpos? Nessa esteira o trabalho também aponta para esse corpo em evidência, corpo aprisionado/corpo que aprisiona.

.

Sol Casal
Sol Casal
Sol Casal
Sol Casal
Sol Casal
Sol Casal
Sol Casal
Sol Casal
Sol Casal
Sol Casal
Sol Casal

.

A artista

Sol Casal, nascida na Argentina, Buenos Aires (1984), atualmente vive e trabalha em São Paulo, Brasil. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008).

As pesquisas empreendidas pela artista têm permeado as linguagens da fotografia, performance, vídeo e instalação, utilizando elementos e símbolos retirados do imaginário místico e religioso, associados muitas vezes as tradições populares do fazer manual (como tricô, costura, renda, bordado) tomando como objeto de investigação o seu próprio corpo para discutir as relações de representação e apresentação do corpo feminino na contemporaneidade.

Entre as exposições que participou as que se destacam são: Festival de Performance La Plataformance, Oficina Cultural Oswald de Andrade, 2016; Presença Permeável, Praça das Artes, 2016; SAC48 Salão de Arte Contemporânea, Piracicaba SP, 2016; Não há perguntas para todas as respostas, Sesc Jundiaí, 2018; Que Barra, Ateliê 397, 2018 e da Bienal das Artes do Sesc DF, 2018.

E em 2019 realizou a sua primeira exposição individual em São Paulo intitulada CÉUS CRUZADOS no Ateliê 397 com curadoria da Carollina Lauriano e Thais Rivitti; participou também da residência Pivô Arte e Pesquisa. Seu trabalho compõem os acervos das instituições, Fundação Vera Chaves Barcellos, MAC-RS/Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul e Casa da Cultura da América Latina da Universidade de Brasília – CAL/UnB.

.

Conheça mais os trabalhos da artista:

Site: https://www.solcasal.com

Instagram: https://www.instagram.com/casal.sol/

.

O projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro é um projeto dos Jornalistas Livres, a partir de uma ideia do artista e jornalista livre Sato do Brasil. Um espaço de ensaios fotográficos e imagéticos sobre esses tempos de pandemia, vividos sob o signo abissal de um governo inumanista onde começamos a vislumbrar um porvir desconhecido, isolado, estranho mas também louco e visionário. Nessa fresta de tempo, convidamos os criadores das imagens de nosso tempo, trazer seus ensaios, seus pensamentos de mundo, suas críticas, seus sonhos, sua visão da vida. Quem quiser participar, conversamos. Vamos nessa! Trazer um respiro nesse isolamento precário de abraços e encontros. Podem ser imagens revistas de um tempo de memória, documentação desses dias de novas relações, uma ideia do que teremos daqui pra frente. Uma fresta entre passado, futuro e presente.

Outros ensaios deste projeto: https://jornalistaslivres.org/?s=futuro+do+presente

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

A POSSE, COMO CULTURA

Augusto Boal (in memoriam 2002) nos lembra a importância da ocupação das ruas e espaços públicos pela cultura. E por meio dela, transmitir pelos sentidos – e não só pela razão – a transformação de palavras e promessas.