Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro #39 – Jorge Lepesteur: Da Sombra Pra Luz

Jorge Lepesteur apresenta o 39º ensaio do Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro - Imagens que narram nossa história
Jorge Lepesteur
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Da Sombra pra Luz.

Em novembro de 2019, resolvi fazer uma mudança sensível em minha vida, depois de muito tempo vivendo uma vida louca, era hora de parar. Fiz vários planos para o futuro e meu objetivo era encontrar numa nova maneira de viver. Estava bem cansado de tudo. Não colocava a culpa nos fatores externos, mas eles me atormentavam bastante. A correria desenfreada sem sentido, a culpa que, às vezes, pairava, por não estar fazendo nada.

Em São Paulo é bacana dizer que tá na correria. Muitas vezes até pra justificar o seu atraso ou parecer que está produtivo. Tudo balela, correndo atrás do rabo, seguia meu caminho. A relações não me interessavam mais, os mesmos papos, as mesmas reclamações, um sistema em colapso. Tudo isso acentuado pelo uso constante de substâncias psicoativas. Até o prazer de fotografar tinha me deixado de lado.

O que nunca imaginei é que tudo mudaria e fugiria completamente dos meus planos e controle. Fato é que, por mais bizarro que possa parecer, a pandemia me trouxe um alívio e, junto, várias reflexões.

De repente, não podia sair de casa, as notícias não eram nada animadoras e mexiam com minhas emoções. Foi aí que desliguei a televisão, deixei o celular um pouco de lado e peguei minha câmera. Comecei a observar a nuances de esperança que estavam próximas. Os raios de luz que adentravam minha sala me conectavam com o tempo. As flores, mesmo em seus vasos, me trouxeram um frescor que eu quero germinar para o futuro incerto.

Aprendi a viver um dia de cada vez e assim fui deixando os maus hábitos para trás. Passei a imaginar um futuro melhor. Novos valores e uma nova batalha. O isolamento me caiu como uma luva e o mais importante foi que reativou minha relação de amor com a fotografia. Não sei se o mundo vai mudar mas eu mudei.

Jorge Lepesteur
Jorge Lepesteur
Jorge Lepesteur
Jorge Lepesteur
Jorge Lepesteur
Jorge Lepesteur

Mini Bio

Jorge Lepesteur iniciou sua carreira como fotógrafo de moda e publicidade em 2001. Fotografou campanhas para grande agências do mercado brasileiro. Recebeu seu primeiro leão de bronze no festival de Cannes com a campanha para Stockphoto em 2003. No mesmo ano expôs seu trabalho pessoal “Sem proteção na escuridão” na galeria Del Angels em Barcelona durante o festival da Nova Arte Brasileira – “Brasil NOAR”.

Apaixonado pela moda e o estilo de vida das novas gerações desenvolve seu trabalho usando essas fontes como inspiração.

Aprimorou sua linguagem no curso “Fashion: Concept and Narrative” no International Center of Photography em Nova Iorque no ano de 2008. A partir de 2009, expandiu seu interesse para o audiovisual como um todo.

Participou como diretor de fotografia do projeto “Marginália” com o coletivo de VJs Embolex, sendo este selecionado para uma mostra
no “Tate Modern” em Londres.

Desde de então divide seu tempo entre projetos pessoais e comissionados para várias plataformas de comunicação. Em 2018 ingressa no coletivo de audiovisual Hubbers.Alive onde atua como fotógrafo, diretor de fotografia e criativo.

.

Conheça mais o trabalho do artista:

www.jorgelepesteur.com

https://www.instagram.com/jorgelepesteur/

.

O projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro é um projeto dos Jornalistas Livres, a partir de uma ideia do artista e jornalista livre Sato do Brasil. Um espaço de ensaios fotográficos e imagéticos sobre esses tempos de pandemia, vividos sob o signo abissal de um governo inumanista onde começamos a vislumbrar um porvir desconhecido, isolado, estranho mas também louco e visionário. Nessa fresta de tempo, convidamos os criadores das imagens de nosso tempo, trazer seus ensaios, seus pensamentos de mundo, suas críticas, seus sonhos, sua visão da vida. Quem quiser participar, conversamos. Vamos nessa! Trazer um respiro nesse isolamento precário de abraços e encontros. Podem ser imagens revistas de um tempo de memória, documentação desses dias de novas relações, uma ideia do que teremos daqui pra frente. Uma fresta entre passado, futuro e presente.

Outros ensaios deste projeto: https://jornalistaslivres.org/?s=futuro+do+presente

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>