Diário do Bolso: o coronavírus é desculpa para tudo

José Roberto Torero*

Diário, como hoje é o último dia de fevereiro, tenho que escolher o meu funcionário do mês. Sabe quem vai ser? Duvido!

Vou dar umas pistas pra facilitar: ele é jovem, dá medo em muita gente, já mandou muitos pro hospital e mata os mais fracos. Não, não é o Adriano Miliciano. Não, também não é a PM do Ceará. Pô, Diário, você está errando mais que o Weintraub quando joga forca.

Outra pista: nessa foto aí, eu e minha turminha estamos fazendo o símbolo dele. Ainda não adivinhou? Diário, hoje você tá mais perdido que a Damares em sex-shop.

É o Coronavírus!

Isso mesmo. O Coronavírus foi a melhor coisa que me aconteceu neste mês. Agora eu vou ter desculpa pra tudo.

O dólar subiu? Coronavírus. A bolsa caiu? Coronavírus. A Saúde está péssima, não tem hospital, ninguém foi na minha manifestação do dia 15? Coronavírus!

Esse treco vai ser a desculpa perfeita. Pode cair o mundo que eu vou dizer que foi por conta dele. Mas, se o tsunami for só uma marolinha, eu digo que foi por causa do meu trabalho, por causa da minha equipe só de técnicos (será que alguém ainda acredita nisso? Não sei, mas vou continuar repetindo), por causa da oração dos meus fiéis seguidores e por causa de Deus, que sempre faz o que peço (eu posso não ser o Messias original, mas sou o adotado, kkk).

Enfim, se a coisa for pro beleléu, eu digo que foi culpa do Corona. Se não for, eu digo que foi graças a mim.

Funcionário bom é assim: fica com a culpa das coisas ruins e dá o crédito das coisas boas pro patrão.

Ah, Coronavírus, tomara que venham outros como você…

*José Roberto Torero é autor de livros, como “O Chalaça”, vencedor do Prêmio Jabuti de 1995. Além disso, escreveu roteiros para cinema e tevê, como em Retrato Falado para Rede Globo do Brasil. Também foi colunista de Esportes da Folha de S. Paulo entre 1998 e 2012.

@diariodobolso

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Diário do Bolso: “se gritar ‘pega Centrão’, não fica um”

O general Augusto Heleno, que cantou “Se gritar ‘pega Centrão’, não fica um, meu irmão…”, agora diz que o Centrão nem existe. Acho que ele vai trocar a letra dessa música pra alguma coisa assim: “Se gritar ‘pega Centrão’, o governo inteiro levanta a mão…”

Diário do Bolso: entupido e não cheirando bem

Os canhotos riem, mas esse meu entupimento veio bem a calhar. Como estou com cagaço de enfrentar essa CPI da covid, aproveitei o meu estado descocomentoso pra me fazer de vítima. Aquela foto de mim cheio de tubo já foi isso. Porque o meu marquetim é esse: quando não tô matando, tô morrendo.

Diário do Bolso: a esquerdalha ri do meu soluço, hic

Teve um sujeito que, hic, disse que o Lira tinha que botar o, hic, pedido de impitimem em pauta, que aí o susto, hic, ia me curar. E outro respondeu que melhor ainda seriadizer que, hic, tinham recuperado as, hic, mensagens do celular do Dominghetti.