Birico Arte. Artistas vendem seus trabalhos para fortalecer ações sociais na Cracolândia

Projeto Birico Arte
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Birico. Você sabe o que é?

Cracolândia. Birico Arte
Dentinho

Cracolândia. Esse território de máxima vulnerabilidade, sempre trouxe também coletivos, pessoas e grupos que tentam criar ações artísticas e sociais para minimizar os problemas que sempre existiram nessa região. Além de ações humanitárias, como distribuição de água, comida, equipamentos de proteção, possibilidades de trabalho, e também uma construção possível de vizinhança e convivência. Casa Rodante, Projeto Oficinas, É de Lei, Sem Ternos, Pessoal do Faroeste, Cia. Mungunzá, A Craco Resiste, são alguns dos exemplos em que a arte e a cultura já mostraram que também se pode moldar uma nova fórmula de construção de sociedade.

Os tempos de pandemia e governos que estão destruindo os direitos mais básicos de cidadania, deixam a situação ainda mais grave. Uma população que nem pode fazer isolamento adequado, muitos que moram na rua. Grupo de risco iminente. Novamente, vários grupos e coletivos estão agindo no território da Cracolândia. Ações de alimentação, distribuição de equipamentos e produtos de higiene, roupas e agasalhos, informação sobre os processos de saúde e proteção. Birico Arte chega para apoiar essas ações.

As obras já estão à venda. Apoiem essa ideia.

Cracolândia. Birico Arte
Badaross

Birico Arte é um projeto que reúne 30 artistas de diversas linguagens e condições sociais – dormindo na calçada ou no conforto de casa – com a proposta de gerar uma economia colaborativa por meio da venda de seus trabalhos. A linha em comum é o envolvimento com o território do centro de São Paulo conhecido como Cracolândia. Então, tem gente que morou por lá nos últimos anos ou que colaborou para fortalecer quem tem menos condições econômicas.

Assim, essa reunião de artistas busca formas de apoiar quem vive nesse território estigmatizado, neste momento em que a pandemia acentua as vulnerabilidades e corta as possibilidades de renda com produção artística.

A proposta é criar dois fundos com a venda de pôsteres e impressões de tiragem limitada a preços acessíveis. Os recursos arrecadados serão divididos igualmente entre um fundo para apoiar ações emergenciais na Cracolândia e outro para ser repartido igualmente entre artistas que se envolverem com o projeto.

O Fundo da Cracolândia é para ajudar os coletivos que estão no território a continuarem as suas ações. Hoje, os coletivos Tem Sentimento, Pagode na Lata e Cia Mugunzá de Teatro estão distribuindo marmitas diariamente, além de máscaras e kits de higiene. Sabendo que a pandemia não acaba agora, e que estas ações ficarão mais fragilizadas com a crescente falta de compromisso do Poder Público, os coletivos pretendem continuar a distribuir itens básicos de sobrevivência à pandemia.

O Fundo para Artistas será para ser dividido igualmente entre todas as pessoas que participam do projeto, independentemente das vendas individuais ou do valor de mercado dos trabalhos. A intenção é não haver nenhuma forma de competição, mas fortalecer quem produz arte e não consegue a visibilidade merecida por estar em situação de vulnerabilidade. Birico Arte, uma cooperativa, onde todas as partes se fortalecem.

Birico é o nome dado à pedra de crack repartida. Uma estratégia de sobrevivência, e muitas vezes, de solidariedade e parceria, de quem está acostumado a viver com poucos recursos. Um esforço de que o projeto seja o mais horizontal possível, nas decisões e na divisão dos ganhos, fortalecendo quem mais precisa neste momento.

Conheça alguns dos trabalhos do Birico Arte.

Birico arte.

Veja o catálogo das obras do projeto e as formas para adquirí-las:

https://www.canva.com/design/DAEAA3xPmhs/yUg0cYuKSdWG1VdVs1kjuw/view?utm_content=DAEAA3xPmhs&utm_campaign=designshare&utm_medium=link&utm_source=publishsharelink

Sigam Birico Arte:  https://www.instagram.com/birico.arte/

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>