Porque a flecha é o som

a curvatura do espaço-tempo

A ficha:

Nome completo: Matsipaya Bepkoti Beppakrejti Waura Txucarramãe
Idade: 24
Povos: Mebengokre- Kayapó e Waura.

Há um novo matiz, percebo bem, na alvorada dos povos tradicionais, o tom, o timbre, o ritmo.

É índio do Brasil e luta contra a opressão. Não tenha medo, seja você em qualquer lugar, ouço feliz em tempos difíceis. Não dá para fugir do que tenta nos atingir.

O depoimento:

E eu sou índio do Brasil e luto contra opressão,

E nessa nova era a minha flecha é o meu som. 

Que chega com respeito pra honrar os ancestrais,

Meus heróis mebêngôkrê de borduna e coca.

Que lutaram bravamente contra a ordem nacional,

Deixando com orgulho a herança florestal,

Que hoje vem sofrendo com o marco temporal,

E ruralistas destruindo o patrimônio natural.

E eu não ficar parado vendo mundo sucumbi,

Nesse jogo nebuloso que não da pra fugir,

Vou buscar a minha paz pra eu poder sorrir,

Lado a lado com a família, pra nós poder seguir,

Na resistência contra pec que tenta impedir,

Alimentado o preconceito que tenta nós atingir.

Não tenha medo!

Tamos juntos nesse mundo pra unificar

Jamais se cale!

Seja você em qualquer lugar

Não tenha medo!

Acredite em você e vai brilhar

Jamais se cale!

Seja você em qualquer lugar! 

E não adianta nós tratar como um marginal,

Por que o direto de ir e vir, é constitucional, 

E não venha me falar que todo índio é igual,

Cada um é cada um com seu legado ancestral.

Mostrando à você a cultura milenar,

Através da resistência e do seu linguajar,

Defendendo a nossa terra que tenta nos tirar,

Abalando o governo que tenta nos matar.

Eles usam a economia pra poder explorar,

Colando fazendeiro pra nos amedrontar,

Invadindo eles vem matando líderes kaiowá,

 E sem saber do proceder ás crianças vão chorar.

 E lá na frente da esplanada vamos juntos reivindicar,

Por isso todos gritam demarcação já.

Não tenha medo!

Acredite em você e vai brilhar

Jamais se cale!

Seja você em qualquer lugar

Não tenha medo!

Tamos junto nesse mundo pra unificar

Seja você em qualquer lugar!

Seja você, seja você, seja você

E é por isso que eu lhe digo somos uma só nação,

E nessa harmonia agente faz revolução,

Por que a luta continua e eu sigo essa missão,

Fazendo do amor a minha libertação.

E no meio desse caos eu me criei em meio a rua,

Sempre em conexão com arte e sua cura,

Assim eu fui crescendo na quebrada observando,

O racismo oprimindo e matando vários manos,

Que estão na correria e lutando pela vida,

Por isso eu não nego a Amazônia esta na mira,

Mas por ela eu vou lutar e jamais vou arregar,

Se no protesto a policia começarem a atirar.

Não tenha medo!

Tamos juntos nesse mundo pra unificar

Jamais se cale!

Seja você em qualquer lugar

Não tenha medo!

Acredite em você e vai brilhar

Jamais se cale!

Seja você em qualquer lugar!

A nova era.

Categorias
crônica
Um comentário
  • Ana Maria Silveira
    16 março 2019 at 18:55
    Comente

    Hélio Carlos, gosto muito das coisas que escreve. Tem muito sentimento e realidade.
    Gostaria que passasse ao Matsipaya que o que ele escreveu é muito lindo, muito verdadeiro. A grande maioria dos brasileiros tem sangue indígena. Para orgulho nosso. A grande maioria também respeita e admira essa reserva cultural, musical, ciente das preciosidades que a natureza nos oferece e que tão bem são preservadas pelos povos da floresta. As cores da Bandeira do PTB getulista são a negra, a branca e a vermelha, simbolizando nosso povo, hoje acuado, oprimido, vítima do desgoverno e da ganância, do desrespeito e da covardia…
    Mas Matsipaya está certo:
    Jamais se cale.
    Não tenha medo.
    Seja você em qualquer lugar.
    Um grande abraço.

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish