Nós não precisamos agravar, veja, guerra não é a resposta

Boa tarde. Fui ver a tradução da música de um cabra que faria 80 anos hoje, Marvin Gaye, arranjador, multi-instrumentista, compositor  e produtor; nascido em Los Angeles.

 

What’s Going On, dúvida ancestral que insiste, presente. O que está acontecendo?

 

“Mãe, mãe

Há muitas de vocês chorando

Irmão, irmão, irmão

Há muitos de vocês morrendo

Você sabe que nós temos de encontrar um meio

Para trazer um pouco de amor hoje

 

Pai, pai

Nós não precisamos agravar

Veja, guerra não é a resposta

Pois apenas o amor pode conquistar o ódio

Você sabe que nós temos de encontrar um meio

Para trazer um pouco de amor aqui hoje

 

Piquetes e cartazes

Não me puna com brutalidade

Fale comigo, então você poderá ver

Oh, o que está acontecendo

O que está acontecendo

Sim, o que está acontecendo

Ah, o que está acontecendo

 

No meio tempo

Certo, baby

Certo

Certo

 

Pai, pai, todos pensam que nós estamos errados

Oh, mas quem são eles para nos julgar

Simplesmente porque temos cabelo comprido

Oh, você sabe que nós precisamos encontrar um meio

Para trazer um pouco de entendimento aqui hoje

Oh

 

Piquetes e cartazes

Não me puna com brutalidade

Fale comigo

Então você poderá ver

O que está acontecendo

Sim, o que está acontecendo

Diga o que está acontecendo

Eu direi o que está acontecendo

Certo baby

Certo baby”

 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Na medula do verbo

Na medula do verbo

Hoje, o Café com Muriçoca traz a recomendação de leitura da obra “Na medula do verbo”, de Michel Yakini-Iman.

Jornalistas Livres Entrevista: Maria Marighella

JL entrevista Maria Marighella, indicada nova presidenta da Funarte. Ela fala do desafio de participar do processo de reconstrução das políticas públicas culturais no Brasil pós-Bolsonaro

Hoje Maria Marighella é a entrevistada no Programa JORNALISTAS LIVRES ENTREVISTA. Atriz, mãe, militante e produtora cultural. Herdeira de uma família de tradição militante. Maria

Quem segura essa quebrada

Quem segura essa quebrada?

O Café com Muriçoca de hoje traz duas indicações de livros: “Viela Ensanguentada”, de Wesley Barbosa, e “O Pé que ficou naquela estação”, de Nina Barbosa.