A desobediência civil pacífica de São Bernardo a Curitiba ilumina os tempos sombrios que vivemos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
crédito Joana Brasil

Por Maria Lucia Erwin

Antes da prisão de Lula, São Bernardo foi palco da resistência pacífica, que nunca foi passiva, e reforçou uma narrativa da injustiça contra o ex-presidente e todos os brasileiros, pois se rasgou a Constituição de 1988.

O acampamento em Curitiba, continuou a luta de São Bernardo, garantido a continuidade desta narrativa e a luta pela liberdade não só de Lula como de milhares de brasileiros presos injustamente. infelizmente, a lei do mais forte está prevalecendo, e desta forma, cresce as prisões sem mandado judicial e chegamos ao disparate da policia do Rio de Janeiro afirmar em rede social que a presunção de inocência acabou.

Para vermos, o quanto esta estratégia está incomodando a direita, basta ver a violenta repressão da polícia no dia da chegada de Lula a Curitiba. E depois que o acampamento se consolidou e cresceu, o ministério Público de querer punir com R$ 500 mil reais de multa o sagrado direito a resistência, a liberdade de expressão e manifestação.

A cobertura da mídia alternativa e seu impacto na rede social evitaram que a estratégia da grande mídia de “esquecer Lula” e de preparar uma eleição domesticada. Em mais um exemplo da força desta resistência, a policia federal pediu a transferência do Lula do prédio da polícia federal. devido a aproximação do 1º de maio. E como eles tem medo do povo cercando pacificamente este prédio e dando boa noite ao presidente.

A solidariedade a Lula se espalhou pelo país, temos milhares de cartas sendo enviada ao ex-presidente, bazar para arrecadar dinheiro para o acampamento, e muitos atos por todo o Brasil. Agora temos até músicas pela libertação do ex-presidente.

Como a solidariedade é vermelha, lentamente o amor se espalhou pelo Brasil e o povo agradece ao ex-presidente tudo de bom que ele fez para os brasileiros. Que a partilha do pão vivenciada no acampamento e a música que alegra a alma do povo e que transforma a dor em alegria.

Lentamente a resistência pacífica vai corroendo a consciência dos brasileiros e fica claro a perseguição e a injustiça contra Lula. O MTST ao ocupar o triplex do Guarujá, se utilizou da desobediência civil, e revelou a ficção criada por Sérgio Moro e a mídia da suntuosidade das reformas no apartamento.

A foto de Leonardo Boff sentado revelou outra atitude pacífica, que correu o mundo e fez muito os brasileiros e estrangeiros denunciarem a volta da ditadura em nosso país. Agora se viola a constituição negando a visita de uma comissão da Câmara dos deputados, o direito de advogados do presidente poder visita-lo e inacreditavelmente até médico.

Toda esta situação revolta os que defendem a democracia e mostram como voltamos a tempos sombrios. A mídia golpista se quer consegue responder os atos da desobediência pacífica, por que sabe que é direito do povo resistir ante uma brutal injustiça.

A resistência tem de continuar pacífica, mas nunca passiva, e milhões de brasileiros se sentem representados pelos que estão acampados em Curitiba. Não caíamos nas provocações da direita no primeiro de Maio, visto que a desobediência civil pacífica está ganhando corações e mentes, basta ver que a recente pesquisa IPSOS mostrou aumento a rejeição de Moro e diminuição da de Lula.

A história do MST tem um ponto importante no acampamento da encruzilhada Natalino, em 1981, e graças a esta tradição de luta, rapidamente o acampamento se organizou e se transforma em uma escola de política e de solidariedade. Esta organização é fruto também da lutas das frentes populares, que ensinaram a esquerda a se unir por objetivos comuns.

E deste acampamento e de outras experiências, da vivência do amor e da solidariedade, que fará que nascerá uma esquerda mais radical, que vai as raiz dos problemas, e menos sectária. É tempo de ocupar as ruas e de desobedecer os poderosos.

PS: este texto foi escrito antes do atentado terrorista contra o acampamento Lula livre e este ato representa mais uma prova do desespero que toma conta da direita.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>