Por que sociedade foi apartada do poder ?

Conheça uma ferramenta que pode trazer importante políticas públicas de habitação em SP

Em poucos anos de experiência com a Democracia já derrapamos na curva.

Essa manobra mal feita nos devolve a um abismo obscuro repleto de fascistas, racistas, machistas, e perfis conservadores e retrógrados nos deixando mais umas vez reféns da própria apatia que e traduz na nossa macunaímica preguiça de lutar e defender aquilo que acreditamos, ou melhor aquilo que é justo.

Nesses mil compassos lentos nos encontramos no trajeto entre lutar pela verdade e justiça ou fingir que não nos importamos. E isso não é apenas por que representamos um lado das questões, mas porque sabemos o que é certo contra o que é falso, mentiroso e enganador.

E meio disso tudo encontram-se ainda espaços de representatividade.

Instrumentos construídos a duras penas para que a sociedade civil pudesse atuar, participar e por vezes zelar pelas regars e acordos públicos.

Um exemplo disso, são os Conselhos Municipais de Habitação, instrumento que tem em sua estrutura tráfego importante pelo direito constitucional à moradia.

Raramente, durante a vida não nos deparamos com algum conselho de classe, conselho de pais, da juventude, sejam públicos ou até privados. O objetivo desse tipo de organização é sempre deliberar e organizar ações sobre algum interesse.

Assim como o atual Congresso Nacional não correspende em nada aos interesses da sociedade que ele deveria representar, e que pese neste fator, a quantidade de atrocidades feitas no últimos anos contra os direitos duramente conquistados, os conselhos nos seus micros papéis precisam ser representados por diferentes atores da sociedade civil organizada.

Num momento onde a forte criminalização de pobres só aumenta, a cidade de São Paulo, tem disponível para as próximas eleições do Conselho Municipal de Habitação, a chapa 110, composta por representantes dos movimentos sociais de moradia que lutam contra a exploração imobiliária a falta de politicas publicas e o abandono dos sem-teto.

Colaborou Joana Brasileiro Jornalistas Livres

Categorias
MoradiaMovimentos SociaisMSTCSão Paulo
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish