Policial americano tortura e mata no meio da rua homem negro que estava algemado

George Floyd: assassinado por policial no meio da rua
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

“Assistir a esse Policial sufocar George Floyd com o joelho no pescoço dele, algemado e indefeso, gritando por sua vida, com o rosto no chão, é a coisa mais repugnante e comovente que eu vi em muito tempo. Esse policial sabia que estava sendo filmado e mesmo assim assassinou [George Floyd] com arrogância e orgulho.

Isso tem de parar! Até que nós consigamos superar o Racismo na América, ninguém deveria poder portar uma arma na rua. Acima de tudo policiais.

Deus abençoe vc, George Floyd. Lamento muito por vc e pela sua família. E por todos os assassinatos sem sentido que aconteceram antes de vc. Será que isso vai terminar? Eu rezo a DEUS que acabe um dia.

Até lá, foda-se a Polícia!

É, eu disse isso. Eu não estou interessada em ser politicamente correta. Estou interessada em Justiça.”

#georgefloyd #justice #guncontrol

#Justiça #ControleDeArmas

@Madonna

 

Foi assim que Madonna protestou, nas redes sociais, contra o assassinato, nesta segunda-feira (25/5) de George Floyd, negro, 46 anos, por um policial de Minnesota, quando já estava rendido, algemado e jogado no chão. (Veja vídeo abaixo)

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra um policial ajoelhado sobre o pescoço de Floyd, enquanto ele suplica várias vezes: “Não consigo respirar”, “não consigo respirar”, “não consigo respirar”… Inútil. A agonia da vítima dura longos minutos: o policial apertando o joelho no pescoço no Floyd, os observadores pedindo para o agente que pare, os demais policiais garantindo que os populares não se aproximem e que o assassino siga torturando. Até que Floyd morre.

Floyd havia sido detido por suspeita de tentar passar um cheque frio em uma loja. Ele foi algemado e jogado no chão, quando o policial monstruoso resolveu posar para os celulares que filmavam a ação como um caçador sobre sua presa caída.

A cena nauseante termina com a chegada de uma ambulância. O policial retira seu joelho e o corpo de Floyd, já sem qualquer sinal de vida, é colocado em uma maca.

Em 2014, Eric Garner, morreu ao ser detido em Staten Island, Nova York. No momento da detenção, o homem queixou-se repetidamente, por 11 vezes: “Não consigo respirar”, enquanto um agente da polícia o estrangulava.

Segundo a polícia de Minnesota, Floyd morreu em decorrência de um “incidente médico”, durante uma “interação com a polícia”.

Nenhuma palavra sobre o joelho do policial, sobre asfixia, sobre a tortura e o desespero de Floyd. Os policiais envolvidos na ação foram demitidos sumariamente.

Hoje, centenas de manifestantes protestaram contra mais esse assassinato de um homem negro.

COMENTÁRIOS

  • É revoltante, lá como cá é tudo igual. A polícia em geral é paga com o dinheiro do povo para nos proteger. Mas a PM, PC e PF está cheio de bandidos.

  • Chegamos a um ponto onde eles não se importam mais de matar a sangue-frio, em plena luz do dia, diante das câmeras. Não adianta gritar “hey bro, hey bro”. A resistência agora tem de ser violenta. Não podemos ter medo das consequências pois é justamente deste medo que eles se utilizam para destruir e assassinar. Vejam o que estas pessoas fizeram com este mundo. Elas o arruinaram. Elas o tornoram intolerável. A injustiça e a morte estão por todo lado. Essas pessoas continuarão a matar e destruir até que nossa civilização acabe. Temos que estar dispostos a pagar o preço se quisermos reverter a situação.

  • Policiais na ação foram demitidos, em especial o que cometeu o assassinato? Tem que ser expostos!!!

  • Quando a população teme a polícia, tanto quanto teme os bandidos, fica notório que chegamos ao fundo do poço.

  • Onde eu moro, os policias entram nas casas sem mandado e roubam os dinheiros das pessoas. Não prendem ninguém, só vão pegar o dinheiro

  • Jeremias 17:10. Eu, o Senhor, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações. – Bíblia

    Deus tenha misericórdia de nós 😔

  • É muito revoltante ver eata cena o rapaz implorando para que o policial deixe ele respirar , e mesmo assim ele não é atendido e acaba morrendo, este policial não é um policial, na verdade é mais bandido do que o rapaz que ele prendeu, tem que ser demitido e penalizado, no mínimo prisão perpetua

  • Ele precisa ser julgado esse mostro preconceituoso. Esse mal policial, até quando?
    Quantos mais
    Eric em2014
    George em 2020
    Entre outros

  • Eu só peço a Deus uma coisa, uma única coisa, JUSTIÇA. Esse miserável desse infeliz tem que pagar por esse crime.

  • Acho que diante da repercussão do fato, e da comoção nacional e mundial, o policial, especialmente o que agiu de maneira tão violenta, já está tendo que responder pelo que fez, e isso vai muito longe. Vai ter vergonha do ato e terá que se explicar para justiça, família, enfim, deve estar arrependido. Mas merece uma punição exemplar da justiça americana.

  • Meu Deus que maldade desse policial! Tem gente que usa muito mal seu livre-arbítrio. Vai prestar contas a Deus.

  • Infelizmente há sempre algum tipo de imbecil fardado em tudo que policia, e claro que existem bons policiais mas esse idiota além de se ferrar ferrou mais 3 colegas que em parte mereceram também pq não fizeram nada , a gora ele não pensou na familia dele daqui pra frente né ! é só mais um imbecil fardado sem cerebro mesmo.

  • O capitalismo mesmo em meio a sua crise, não para de lançar as opressões racistas, machistas, xenófabas e homofóbicas. O capitalismo mostra cada vez mais a seu lado desumano, que não serve como meio de organizar e sim de destruição da sociedade.
    A humanidade precisa destruir o capitalismo antes que ele destrua toda a humanidade.

  • Que se foda a polícia mesmo, como diz Madonna, são piores ainda doque os bandidos ou ladrões… SACANAS DE MERDA

  • POSTS RELACIONADOS

    Há racismo estrutural, SIM!

    Repudiamos com veemência mais esse assassinato e também repudiamos o vice-presidente General Mourão e o fascista lá do Palácio do Planalto que deveriam ter vergonha de afirmar que “no Brasil não há racismo”

    Mourão e Ustra. Fascismo ontem e hoje

    A Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo enfatiza que reuniu mais de 500 denúncias de tortura no DOI-CODI sob o comando de Ustra. Militar foi reconhecido pela Justiça como torturador em 2008. A nota de repúdio às declarações de Mourão é endossada pelo ex-ministro da Justiça José Gregori, pela professora titular aposentada da USP, doutora em filosofia e fundadora do Geledés, Sueli Carneiro, e pelo líder indígena Ailton Krenak.

    >