Poesia da pior qualidade

.

É vermelho o milho que como

enquanto a onça de muitos nomes

me olha

espreita.

Tereza, Ernesto, Ricardo.

Os três pinos da tomada de poder,

balança que não apruma,

justiça que trai

deserta

desespera.

Índios Pataxó observam o rio Paraopeba, águas que descem de Brumadinho, MG. Imagem por Lucas Hallel ©

Jogam com a terra dos índios,

quilombolas

ribeirinhos

caiçaras.

Inebriam os limites

nossas reservas legais,

nossos parques.

Imagem por Araquém Alcantara©

Namoram a mata virgem,

tão casta, tão pública,

santa,

imaculada.

Parque Estadual do Jalapão – TO

Há relações exteriores entre

meio ambiente e agricultura.

Derruba

Queima

Seca

Abre

Vende.

Eu deserto,

eu coagulo.

Categorias
crônica
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish