Lula em nós!

Por Giselle Moraes, Professora rede pública de Campinas.

Hoje meus olhos se abriram mais uma vez. Despertei, bocejei, me troquei.
‘Segundona’ brava! Corinthians, campeão!
Minhas pernas saíram cedo para comprar pão.
Meus lábios e minha boca sorveram um café quente.
Passei rápido um creme nos dentes.
Meus olhos leram manchetes, vitrines, fios de alta tensão, muros, outdoors, postes, prédios e arranha céus, rodovias e terminais.
Peguei condução, metrô, ônibus e a rabeira de um caminhão.
Meus braços levantaram sacos de cimento e depois rodaram uma criança ao vento.
Eu corri, andei, pelejei e apeei.
Eu brinquei e depois sosseguei.
Eu gritei!
E por mais que estivesse entediado com as nuvens do céu, hoje corri veloz, subi um topo, quase sem folego, e depois, voei.
Eu pulei amarelinha, desci morro, lavei dois tanques de roupa, fiz frango com ora pro nobis.
Tava tudo verde, verdinho. Tava tudo bem arrumadinho. Tinha altar e vela acesa. Teve até uma reza. Teve inté uma oferenda para deusa que vem do mar
Onde eu tava tinha vassoura de atrás da porta, chinelo virado, que é para mãe de ninguém vir a morrer
Hoje ainda corri “prum” velório, acompanhei o cortejo e o sepultamento. Passei os olhos de lágrimas na lápide certeira. Percebi o resto de sol antes de sair.
Ainda hoje paguei boleto vencido, cortei cabelo, fiz a unha e a maquiagem. Passei tudo no cartão. Fiz barba, cabelo e bigode.
Comprei banana, cigarro e depois tomei um trago. Dei um pouco “pro” santo, que devia estar em qualquer canto.
Cantei…e cantei de novo…no carro e no supermercado.
Sonhei e depois joguei no bicho. Para valer mais um pouco, fiz uma fezinha no galo.
Brinquei com o cachorro, fiz um afago no gato.
Tomei chá, fiz caminhada. Dancei as três da tarde. Mandei mensagem, recebi telegrama, fiz um bolo, busquei criança na escola. Fiz até papel de bobo.
Dei cambalhota, pirueta, sou acrobata!
Plantei feijão, colhi algodão. Ilustrei mais um quadrinho. Fiz um verso pequenininho.
Postei carta, recebi logo depois um recado.
Fui atrasado, apressado e ainda cheguei de bom grado.
Fiz aniversário bem no dia em que nasci.
Li um artigo, refiz um capítulo. Editei mais um parágrafo. Escrevi outro poema.
Lavei o chão, remarquei o preço passado. Aferi a pressão, dei medicamento, e depois atestado. Eu desisti do tratamento, estava era com “esgotamento”
Cantei o hino, joguei mais uma partida de vídeo game, e outra de buraco. Postei vídeo na net.
Eu chorei outra vez. Eu choro todo dia.
Eu me consolei. Segui. Comi pastel e tomei refri.
Peguei uma conexão, e corri para não perder o busão.
Vesti a melhor roupa. Fiz uma nova tatuagem.
Senti o vento na cara.
Fiz amor. Trepei e depois gozei.
Hoje eu tomei tiro, várias porradas e bombas.
Eu agitei uma bandeira. Empunhei um grito de ordem.
Acariciei o asfalto quente. Acordei de repente.
Hoje eu falei, dei bronca e até argumentei.
Viajei , dei palestra e conversei. Ah, eu reclamei…muito mesmo.
Hoje me diplomei.
Fiz um gol, e virei um rei.
Hoje eu me mudei.
Hoje eu pensei, discordei e voltei. Revi amigos. Eu me filiei.
Eu denunciei. Hoje eu panfletei.
Eu olhei para céu. Eu vi um bem te vi. Construí uma ponte. Atravessei um canal. Eu nadei.
Hoje eu enfrentei. Olhei no olho. Eu encarei.
Hoje eu abracei o melhor abraço! E descansei meu último cansaço.
Hoje eu até sonhei. Eu consolei e fui consolado.
Cada afago e sorriso dado, eu pensava, é para ele!
Ah, hoje eu fui ele!
Ontem eu fui ele.
E amanhã serei de novo, ele.
Porque ele agora anda pelas minhas pernas, pensa com minha cabeça, fala pela minha boca.
Ele são muitos eus.
Incapaz de sermos detidos.
Porque somos o que o ódio não consegue ser!

Categorias
GolpeHomenagemLula
4 comentários:
  • Ângela Dias de Arruda Câmara
    10 abril 2018 at 19:31
    Comente

    Lindo isso!!!! Somos milhates, somos Lula!

  • Pedro Nunes
    10 abril 2018 at 22:17
    Comente

    Essa é minha mãe!!! ??

  • renato
    10 abril 2018 at 22:27
    Comente

    BEM SIMPLES QUERO SER..
    QUE LINDO, O POEMA DO ……EU ME FILIEI..
    QUE LINDO AS PALAVRAS…

  • roseli moares dias pinto
    11 abril 2018 at 21:38
    Comente

    esta é minha filha muito amada, meu orgulho!!!!!! minha filha adorada, valeu a luta , valeu a luta, vc em mim, LULA, em nós

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish

    Relacionado com

    • O MELANCÓLICO FIM DA LAVA JATO

      ARTIGO Ângela Carrato, jornalista e professora do Departamento de Comunicação Social da UFMG Depois de embalar o sonho das “pessoas de bem”, que vestiram verde e amarelo e foram...
    • MÍDIA, MENTIRAS E INTERVENÇÃO MILITAR

      ARTIGO Angela Carrato, jornalista e professora do Departamento de Comunicação Social da UFMG O Queiroz finalmente foi preso. Estava em Atibaia, na Grande São Paulo, em uma residência, disfarçada...
    • Gabriel e Lula: aniversário no mesmo dia: 27/10

      EDITORIAL – HOJE É DIA DE LUTO! PERDEMOS O MENINO GABRIEL

      Perdemos um camarada valoroso, um menino negro encantador de feras, um sorriso no meio das bombas e da violência policial, um guerreiro gentil que defendeu com unhas e dentes...
    • LULA SABE O QUE FAZ

      ARTIGO Rodrigo Perez Oliveira, professor de Teoria da História na Universidade Federal da Bahia Depois de alguns meses discreto, caladão, o ex-presidente Lula voltou a ser destaque na crônica...