Estudantes da UFU vão parar dias 8 a 10 de junho

Em assembleia realizada em 1º de junho, os alunos da Universidade Federal de Uberlândia definiram paralização por mais investimentos em educação e contra o governo ilegítimo de Temer. Com fotos em informações fornecidas por Elainy Carmona

Assembleia dos Estudantes da UFU

Os alunos da Universidade Federal de Uberlândia – UFU fizeram nessa quarta uma longa e lotada assembleia para denunciar as quedas nos investimentos em educação nos últimos anos, a falta de condições mínimas de ensino em alguns campi, a cultura do estupro e também novas ameaças do regime golpista como cortes de bolsas de iniciação à docência e a chamada Escola Sem Partido. Ao final da assembleia, em votação expressiva, foi decidida a paralização das atividades discentes entre os dias 8 e 10 de junho, coincidindo com o Dia Nacional de Mobilização Contra o Golpe. A primeira manifestação realizada como consequência das lutas estudantis foi a ocupação da reitoria da instituição (veja aqui) pela urgente melhoria na infraestrutura do Campus Monte Carmelo, onde até a água de beber está contaminada com metais pesados. Veja abaixo nota divulgada sobre a mobilização.

Mais de 500 estudantes lotaram a assembleia da UFU

Mais de 500 estudantes lotaram a assembleia da UFU

“Os estudantes da Universidade Federal de Uberlândia se organizaram em um Conselho de Diretórios acadêmicos (CONDAS) no dia 18/05 para realizar a assembleia geral, com todos os cursos, no dia 01/06 para se debater uma possível paralisação estudantil.  Foram dados alguns dias para que os diretórios e centros acadêmicos (DAs e CAs) mobilizassem e levantassem as pautas internas de cada curso para que as reivindicações fossem levadas ao ato.

A assembleia geral foi realizada no Centro de Conivência, bloco 5N do campus Santa Mônica, contou com mais de 500 alunos representando todos os campi, exceto Patos de Minas, e começou com cerca de 40 falas de estudantes contendo suas pautas e posicionamentos sobre a paralisação, análise de conjuntura, protestos contra o governo interino de Michel Temer (PMDB) e relatos das assembleias de cada curso, realizadas pelos DAs e CAs.

Assembleia dos Estudantes da UFU votou quase por unanimidade pela paralização

Assembleia dos Estudantes da UFU votou quase por unanimidade pela paralização

Foi decidido em votação, por quase unanimidade dos presentes, a paralisação das aulas de 8 a 10 de junho. O ato vai contar com diversas atividades de formação política e os alunos ocuparão os blocos, praças e salas da universidade reivindicando as pautas gerais retiradas da concentração. Dentre elas, as principais são pela melhoria dos campi avançados (Pontal, Monte Carmelo e Patos de Minas) que sofrem sucateamento por falta de verba e espaço físico. Além disso, os estudantes reivindicam ônibus para congressos e viagens de campo obrigatórias para disciplinas, maior investimento na segurança e mais pontos de ônibus próximos aos campi, melhoria na assistência estudantil e são contra a nova portaria do PIBID (Programa institucional de Bolsas de Iniciação à Docência).”

Categorias
Escolas em LutaFeminismoGolpeManifestaçõesOcupações
Um comentário
  • Estudantes da UFU vão parar dias 8 a 10 de junho | Jornalistas Livres | BRASIL S.A
    3 junho 2016 at 14:14
    Comente

    […] Fonte: Estudantes da UFU vão parar dias 8 a 10 de junho | Jornalistas Livres […]

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish