Ministro Interino da Saúde é vaiado em Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.

Fotos: Ruas e Redes

Na noite desta quarta-feira (1) foi realizada a abertura no XXXII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, na cidade de Fortaleza/CE. Com o tema “Municípios Brasileiros – Acreditamos, fazemos e temos propostas”, o evento contaria com a participação do ministro interino da Saúde, Ricardo Barros (PP).

Contaria, pois a participação do ministro ilegítimo motivou protestos durante o Congresso. Trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), dentre eles secretários municipais de saúde de todo o país, e profissionais da área vaiaram Barros, denunciando o golpe à democracia e os ataques ao SUS.

Ricardo Barros faria um discurso de abertura, mas, após chuva de vaias, desistiu. Os manifestantes receberam o ministro no saguão de entrada e seguiram até o local da plenária com gritos de “Golpistas, Fascistas, não passarão” e “Eu tô na rua, é para lutar por um projeto de saúde popular”.

“Em Fortaleza a resistência, protesto e escracho ao Ministro Golpista e Provisório continua. Em cada local, sinais da resistência feita por vários atores sociais de um Congresso que reúne mais de 4 mil pessoas”, relatou em nota o movimento Ruas e Redes, presente na ação.

O ministro interino de Temer, tesoureiro-geral do PP, é investigado por corrupção, peculato e outros crimes, as ações são por sua gestão como prefeito de Maringá (PR).

O Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde acontece no Centro de Eventos, na capital cearense, até o próximo sábado (4).

Saude3 Saude4 Saude2

 

 

COMENTÁRIOS

  • POSTS RELACIONADOS

    >