Estado de São Paulo discute a criação de nova área protegida na Serra da Mantiqueira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Entre tantas notícias perversas relacionadas ao meio ambiente do Brasil, surge na rede um sinal de sabedoria entre a ganância do sistema e seus mercadores.

Conta uma lenda que o sol se apaixonou por uma formosa índia e ela também se encantou por ele. E a lua enciumada, foi se lamentar com o Deus Tupã que colocou uma imponente montanha sobre a índia, aprisionando-a para sempre. Desde então a índia chora dias e noites com saudades do sol e suas águas enchem os veios da montanha, transbordando nos rios e cachoeiras que escorrem pela Serra da Mantiqueira. E por isso os tupis a chamavam de amantikir, a montanha que chora.

A majestosa Serra da Mantiqueira, colossal cadeia de montanhas que percorre e divide os Estados de SP, RJ e MG.

“A Serra da Mantiqueira desde há muito tempo desperta o interesse de naturalistas, conservacionistas e demais estudiosos dos seus aspectos geológicos, geomorfológicos, bióticos, culturais, entre outros atributos desse patrimônio natural do Brasil.

A Prefeitura  de Cruzeiro, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, convida a população para participar da audiência pública referente à proposta de criação do Monumento Natural Mantiqueira Paulista. O encontro acontece no dia 19  de dezembro, às 17h, no Teatro Capitólio “José Jorge Santiago”, com a participação de apoio da Fundação Florestal.

O relatório impresso está disponível para consulta até o dia 19, na Secretaria de Meio Ambiente, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, à Rua Pedro Ribeiro da Silva nº280, Vila Paulo Romeu – Bosque Municipal Rogério Mariano. A versão digital está no site da Fundação Florestal:

http://smastr20.blob.core.windows.net/fundacaoflorestal/proposta-de-criacao-monumento-natural-mantiqueira-paulista.pdf

A proposta do Monumento Natural Mantiqueira Paulista foi amplamente informada e debatida com as sociedades locais em Piquete e Cruzeiro, (com ênfase no diálogo com os proprietários), e regionalmente com o GT Mantiqueira, Conselho da APA Federal da Serra da Mantiqueira e Conselho do Mosaico Mantiqueira.

Durante esses debates locais e regionais, foram registradas manifestações de apoio, ceticismo ou rejeição à proposta. Todos os posicionamentos foram ouvidos e contra-argumentados da forma mais respeitosa, técnica e democrática possível, posto que esse é o objetivo e o espírito do processo de informação e debate públicos. Ressalte-se que muitas das posições céticas e contrárias ao MONA se alteraram à medida que informações detalhadas sobre a proposta foram apresentadas e mudanças de limites foram feitas.

Importante registrar que a utilização da base estadual do CAR – Cadastro Ambiental Rural, espacialmente representada em figura abaixo, foi fundamental para que os proprietários da área de estudos fossem contatados para participar dos eventos de informação e debates sobre a proposta do MONA.”

Mapa da área de estudos da proposta de Unidade de Conservação de
Proteção Integral nos municípios de Piquete e Cruzeiro, com 16.452 ha
Propriedades com Cadastro Ambiental Rural e Certificação SIGEF na
área de estudos
Mapa da proposta do MONA Mantiqueira Paulista e a especialização
do status de proteção da vegetação nativa previstos na “Lei da Mata Atlântica”
(Lei 11.428/2006)

A audiência publica se realizará no dia 19 de dezembro de 2019, às 17h00, no Teatro Capitólio “Jorge José Santiago”, Rua Engenheiro Antonio Penido, 636, Centro, Cruzeiro/SP.

Fotos por Blog Trilheiros.Net© e Helio Carlos Mello©

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>