Deputados dos EUA questionam Departamento de Estado sobre envolvimento com Lava Jato

Parlamentares do Partido Democrata demonstram preocupação com movimento para "desestabilizar a democracia" no Brasil

MOTIVAÇÃO POLÍTICA

Do Brasil de Fato | São Paulo (SP)

Ouça o áudio:

Um grupo de 12 deputados e deputadas do Partido Democrata dos EUA fez um questionamento formal ao Departamento de Justiça daquele país sobre a colaboração do órgão com a Operação Lava Jato, segundo informou nesta quarta-feira (21) o jornal Folha de S.Paulo.

Os parlamentares se dizem preocupados com o envolvimento do governo estadunidense com “procedimentos jurídicos brasileiros recentes que geraram controvérsia significativa e podem desestabilizar a democracia do país”.

O documento cita as várias reportagens publicadas na imprensa brasileira e mundial nos últimos dois meses, a partir de conversas de aplicativo obtidas pelo site The Intercept Brasil – e que mostram, entre outras ilegalidades, um conluio entre os procuradores da Lava Jato e o ex-juiz Sérgio Moro para condenar sem provas o ex-presidente Luiz Inácio da Silva e tirá-lo da disputa eleitoral de 2018.

“Essas reportagens parecem confirmar que as ações do juiz Moro e dos procuradores da Lava Jato tiveram motivação política e o intento de minar as perspectivas eleitorais do PT. Colaboração estratégica entre juízes e procuradores em atividades judiciais de motivação política são, no mínimo, violações da ética básica judicial”, diz a carta

Os autores da carta afirmam que, normalmente, relutam em se intrometer nos procedimentos jurídicos de outros países, “mas esses procedimentos passam a ser da nossa conta no momento em que o nosso governo os apoia, direta ou indiretamente”.

Entre os questionamentos enviados ao Departamento de Justiça estão:

“Descreva o envolvimento do Departamento de Justiça na Operação Lava Jato. O que levou o departamento a agir nessa operação especificamente?”;

“Que tipo de apoio o Departamento de Justiça ofereceu, ou ainda oferece, aos agentes judiciários envolvidos na operação?”;

“Descreva o envolvimento do Departamento de Justiça com o juiz Sergio Moro, incluindo todo o suporte técnico, compartilhamento de informações e apoio oferecido por terceirizados do departamento”;

“Agentes do Departamento de Justiça já se relacionaram com o juiz Moro, sua equipe ou outros envolvidos na Operação Lava Jato através de canais não oficiais?”.

Assinam os deputados e as deputadas: Hank Johnson, Raul Grijalva, Eleanor Holmes Norton, Jared Huffman, Susan Wild, Adriano Espaillat, Veronica Escobar, Deb Haaland, Mark Pocan, Ilhan Omar, Jesus G. “Chuy” Garcia, Emanuel Cleaver 2º e Ro Khanna.

Edição: João Paulo Soares

A deputada Eleonor Holmes é uma das parlamentares que assinam a carta enviada ao Departamento de Estado / Divulgação Facebook

Categorias
Destaquesvazajato
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta