Secundaristas são reprimidos durante ato contra a reforma do ensino

Policiais da Rocam cercaram o grupo jogando as motos em cima; oito foram detidos e depois liberados

Por volta das 19 horas dessa terça-feira, 25, após serem impedidos de sair em ato da estação Hebraica-Rebouças pela Polícia Militar, cerca de 50 estudantes interditaram o cruzamento entre as avenidas Faria Lima e Rebouças reivindicando a revogação da BNCC e a Reforma do Ensino Médio.

Os estudantes permaneceram na via por cerca de 30 minutos. Enquanto tentavam dialogar com a PM, a força tática chegou de armas nas mãos e forçou os estudantes a desinterditarem o cruzamento no sentido do Largo da Batata. Os ato seguiu, então, em caminhada mas policiais da Rocam cercaram o grupo, atirando suas motos sobre os jovens, com clara intenção de intimidá-los. Próximo ao metrô Faria Lima, a PM passou a arremessar bombas de gás lacrimogênio e a atirar nos estudantes usando munição não letal.

A violência não terminou com a dispersão do protesto. Vários estudantes foram perseguidos e enquadrados em frente à estação do metrô. Os policiais procuravam jovens que já estavam “catalogados” em seus celulares e oito foram detidos.

Encaminhados para 14ª DP, eles foram autuados por “desacato, resistência, desobediência e ato infracional”. Após a presença de advogados, todos foram liberados por volta das 23h. Os companheiros os aguardavam do lado de fora.

Aqui os secundaristas reafirmam sua disposição de lutar pela educação pública de qualidade e convocam todos os estudantes paulistas a se somar nessa batalha:

“Não sairemos das ruas, continuaremos a nos organizar contra a reforma do ensino médio. Essa reforma é um retrocesso na educação pública. Tendo só português e matemática como ensino obrigatório, professores com notório saber, ensino à distância e grade pré-definida pela BNCC, tirando a autonomia pedagógica. Não aceitaremos nenhum ataque à educação pública.

Chamamos todos os estudantes para colar na assembleia e se organizar contra a reforma do ensino médio. Converse com seus amigos e professores, organize rodas de conversa na sua escola, juntos somos mais fortes!

Se informe
Mobilize
LUTE

NÃO TEM ARREGO!

Acabou a paz, mexeu com estudante é mexer com satanás!

Secundaristas em Luta SP”

Categorias
desobediência civilDestaquesEstudantesGeralMovimento EstudantilSão Paulo
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta