RACISMO: PRETA FERREIRA HUMILHADA NO EMBARQUE DA GOL

Preta Ferreira denuncia que foi impedida de usar passagem comprada pelo seu empresário; ela pergunta: "Mulher negra não pode ter empresário?"

RACISMO!!! A cantora, atriz e militante do movimento de moradia Preta Ferreira teve seu check in bloqueado no embarque da GOL em Congonhas, quando se preparava para voar rumo a Salvador, nesta quarta-feira (5). A alegação no balcão do check in foi que o cartão de crédito que comprou sua passagem não era dela, fato absolutamente corriqueiro em qualquer empresa… Além disso, a autenticidade da compra foi confirmada por telefone pelo dono do cartão, que é o empresário de Preta. 

“Mulher negra não pode ter empresário?”, pergunta Preta Ferreira

Para cúmulo da humilhação, Preta Ferreira, com diversos compromissos para honrar na capital baiana, foi obrigada a comprar outra passagem. No balcão, o máximo que os atendentes lhe deram foi o conselho para que ela reclamasse no SAC da empresa o reembolso da passagem paga em duplicidade.

É um escândalo!

Este é mais um caso de discriminação contra mulheres negras a envolver grandes empresas apenas nesta semana. Há seis dias, Lorenna Vieira, mulher de Rennan da Penha, foi também atacada por preconceito e racismo em agência do Itaú na Penha, Zona Norte do Rio. Lorenna tinha ido à agência para desbloquear um cartão e sacar R$ 1.500. Ela denunciou ainda que, na delegacia, policiais duvidaram que ela seja casada com o DJ e a trataram com deboche. Até a publicação desta reportagem, a Polícia Civil não havia se manifestado sobre o caso. Já o Itaú lamentou e se desculpou pelos transtornos causados, mas a hashtag #ItauRacista espalhou-se por todas as redes sociais.

OUTRO LADO:

Os Jornalistas Livres estão em contato com a In Press Porter Novelli, empresa que faz a assessoria de imprensa da GOL, a fim de obter a versão da GOL para o impedimento de que Preta Ferreira viajasse com a passagem adquirida por seu empresário. Às 16h11, enviamos à In Press o email que segue, além de termos falado com a Diretora de Atendimento na In Press , encarregada da conta da GOL. Assim que recebermos resposta, faremos a atualização deste post.

Prezados Senhores,
Janice Silva, cidadã negra, cantora e atriz, tentou embarcar hoje (5) de Congonhas para Salvador. Vôo Gol 1564.
Sua passagem foi comprada por seu empresário, e tinha o status de confirmada. Entretanto, Janice foi impedida de embarcar. No balcão, alegou-se que a compra havia sido feita por outra pessoa, que foi contatada e confirmou a compra. Mesmo assim, Janice teve NEGADO O DIREITO DE USAR A PASSAGEM COMPRADA.
Janice é negra e acredita ter sido vítima de racismo por parte da GOL.
Queremos ouvir a empresa.
Estamos com todas as informações da denunciante e precisamos da posição da GOL.
Nosso deadline para a resposta da GOL: 17h.
Atenciosamente, 
Jornalistas Livres

A In Press Porter Novelli, empresa responsável pela assessoria de imprensa da GOL respondeu à solicitação dos Jornalistas Livres às 20h03, mas infelizmente não respondeu o questionamento feito à companhia aérea. Segue abaixo a íntegra do e-mail enviado.

“A GOL reitera que não compactua com quaisquer atitudes discriminatórias e preza pelo respeito e pela valorização das pessoas.

Nesta quarta-feira (5/2), a Cliente não pôde fazer o check-in, no aeroporto de Congonhas (São Paulo), antes da verificação dos documentos fornecidos na compra do bilhete, pelo fato de nenhum dos nomes envolvidos ser titular do cartão de crédito utilizado.

Com isso, foi exigido o acionamento de procedimentos de checagem de informações, descritos no contrato de transporte aéreo (https://www.voegol.com.br/pt/contrato-de-transporte-aereo), explicitados no artigo 1.3, item XIII.

Reforçamos que a prática não tem qualquer ligação com atos de racismo, sendo uma política de segurança aplicada em casos em que a compra é efetuada com cartão de crédito de terceiros. Esse procedimento é normal no ambiente de e-commerce, visando à proteção do portador do cartão de crédito.”

AGORA PERGUNTAMOS A VOCÊ:

Quantas vezes você já viajou com uma passagem comprada por outra pessoa? Quantas vezes você já viajou com uma passagem comprada com um cartão que não era seu? Quantas vezes você foi barrado ou impedido de viajar? Por quais constrangimentos você já passou? E, pra finalizar, qual sua cor? 

Categorias
DestaquesDireitos HumanosNegras e Negrosracismo
19 comentários:
  • Efrain Francisco dos santos
    5 fevereiro 2020 at 18:40
    Comente

    Racismo é crime. E é muito importante que as vítimas tenham coragem para denunciar, não só perante as autoridades públicas (delegacias), mas também nas redes sociais já que a grande mídia não costuma dar muita importância a esse tipo de fato.

  • Luiza Rotbart
    5 fevereiro 2020 at 20:02
    Comente

    #GolRacista
    É isso aí Preta Ferreira!
    Resistir e lutar!
    Racistas, fascistas, não passarão!

  • Marcello Zacharias
    5 fevereiro 2020 at 20:55
    Comente

    É um absurdo, enquanto toleramos, isso não vai parar.
    Quando ela voltar do carnaval, deve fazer uma manifestação e vamos em milhares de negros em Congonhas cobrar uma atitude da Gol.
    Negros, se unam, somos a maioria do povo e quem deve dar as cartas somos nós.

  • Maria Amelia
    6 fevereiro 2020 at 0:27
    Comente

    Mas se a checagem faz parte dp procedimento, depois que o titular confirmou a compra ela deveria poder embarcar. Não tem explicação.
    Preta meta um processo bonito na Gol.

  • ANA PAULA PERCIANO
    6 fevereiro 2020 at 1:39
    Comente

    Muitas vezes, até viagem internacional, mudança de passagem com pagamento de diferença. Nunca fui barrada. Sou branca de acendência persa. Eles nunca checam nada. Esse caso é de racismo sim. Temos de denunciar. É crime. É violação de direitos humanos.

  • Ana Selma Monteiro Lopes Moreira
    6 fevereiro 2020 at 5:56
    Comente

    Cansada de ouvir quase todo dia denúncias sobre racismo na mídia, estão com muita raiva porque estamos conseguindo crescer, porque estamos nos tornando fortes, com poder?! Pois digo e confirmo: Vão tem que nos aceitam, doendo ou não, chegou a hora da reparação por 400 anos de escravidão nessa terra que agora é nossa também!!!

  • MariaLúcia de Brito
    6 fevereiro 2020 at 8:07
    Comente

    Eu comprei passagem com meu cartão para meu irmão e ele não teve nenhum problema para fazer embarcar.Foi e voltou de Pernambuco sem nenhum problema.pela gol linhas aéreas

  • Lilian
    6 fevereiro 2020 at 8:12
    Comente

    Nunca vi isso é viajamos SP pela gol com passagens compradas com cartões de terceiros Sou branca

  • Leandro
    6 fevereiro 2020 at 8:58
    Comente

    Eu viajei com a minha banda pra Brasília, e de lá pegamos outro vôo pra uma cidade no Mato Grosso. As passagens (5 pessoas) foram compradas pelo contratante. Não tivemos problemas no check-in e embarque. Todos brancos, diga-se de passagem.

  • BEN
    6 fevereiro 2020 at 9:20
    Comente

    Ja viajei com passagem comprada com cartão que não era meu, se a passagem está em meu nome não há porque me impedirem de embarcar. Puro racismo institucional, a empresa deve ser processada e não simplesmente devolver o dinheiro da passagem. Essa palhaçada precisa acabar.

  • Virgínia Alves
    6 fevereiro 2020 at 9:43
    Comente

    Com certeza nunca fui questionada por ser branca. É uma vergonha , cabe processo? .
    Num país onde mais de 100 milhões de pessoas são negras . Não vejo a hora desse jogo virar .

  • Marinez Lourenço da Veiga
    7 fevereiro 2020 at 4:45
    Comente

    Já comprei passagem com o meu cartão de crédito para meu marido, minha mãe e minha filha. Meu marido já comprou passagem para a mãe e a irmã dele, e um mês atrás comprou para o nosso filho. Todos embarcaram sem problemas. Somos brancos, portanto é racismo mesmo. Tirando a GOL das nossas viagens.

  • Helena
    7 fevereiro 2020 at 9:09
    Comente

    Sempre viajo com passagens compradas pelos meus filhos e nunca tive problemas.
    Sou branca.

  • Fábio Luís Venturini
    7 fevereiro 2020 at 9:49
    Comente

    Eu nunca comprei passagem no meu cartão, até pq nunca tive cartão. Nunca fui barrado, questionado ou impedido de voar. Mas sou branco de olhos claros! Ridícula essa empresa, que tem várias reclamações e processos!

  • Castro Alves
    7 fevereiro 2020 at 13:32
    Comente

    A Gol teM histórico da pior qualidade, da vida pregressa dos donos, mafioso de transporte público e mandante de crimes violento em Brasilia, pelo qual foi condenado, além de ser uma empresa de serviço ruim e caro.
    Já viajeI com passagens comprada nO cartão de outra pessoa, nunca tive problema, mas foi pela Azul.
    Esse caso está bem claro que o funcionário praticou crime de racismo.

  • Maria Arlinda Reis
    8 fevereiro 2020 at 10:24
    Comente

    Sou negra, já viajei dezenas de vezes com pagassens compradas por empresas ou terceiros, nunca tive problemas para embarcar por causa disso. Nunca me questionaram a este respeito. Acho muito estranha esta atitude da Gol.

  • Domingos Braga Mota
    8 fevereiro 2020 at 11:18
    Comente

    Meu nome é Domingos Braga Mota, e sou diretor da Contracs/CUT (confederação nacional dos trabalhadores no comercio e servicos da CUT). Em dezembro de 2019, nossa confederação não teve como emitir meu bilhete aéreo pela empresa que fornece este tipo de serviço –trecho de São Paulo a Fortaleza. Meu presidente comprou no seu cartão de crédito pela cia aérea GOL, e não tive nenhum problema no embarque. Detalhe: sou homem, sou branco. Tenho certeza que é racismo mesmo!! Eu vejo e observo como as pessoas negras viajam e como as pessoas lhes olham e vejo seus comportamentos. Quero dizer que dói, dói muito ver este preconceito contra negras e negros. Minha irrestrita solidariedade a Preta Ferreira. Não ao racismo e à homofobia. Fora fascistas racistas! Não passarão.

  • Mota Verônica
    8 fevereiro 2020 at 13:16
    Comente

    Então … isso já aconteceu comigo. Quando comprei em cartão de terceiros, apesar de confirmada e aprovada a compra, para emissão tinha que ir no aeroporto com o documento original ou autorização expressa reconhecida firma pelo titular do cartão.

  • Ana Paula
    8 fevereiro 2020 at 17:35
    Comente

    Já comprei passagem para outra pessoa viajar, já viajei com passagem comprada por outra pessoa e NUNCA tive nenhum problema. Aliás, nunca nem checaram isso…

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish

    Relacionado com