Quando coisas estranhas acontecem…

 

Não é questão de se criar uma teoria da conspiratória a respeito do mundo, mas é no minimo estranho quando coisas são mudadas em momentos tão “convenientes”. Mais estranho ainda quando as mudanças não são devidamente publicizadas

Ontem de manhã, ao acessar o Facebook, recebi uma notificação de que eu havia sido marcado em um evento por uma amiga. Acessei a marcação para ver do que se tratava, e lá estava eu, confirmado como um dos que comparecerão ao ato contra o PT, no dia 16.

Achei estranho, mas logo percebi que o estranhamento era geral, e que na realidade todas as pessoas que estavam confirmadas no evento não tinham confirmado presença no mesmo e, sim, em outro evento que havia sido alterado.

Ao começar a apuração da história, de cara percebemos que as pessoas que ali estavam na verdade tinham confirmado presença em um evento realizado durante as eleições de 2014, contra a candidatura do Senador Aécio Neves. O truque? Alguém simplesmente foi lá e mudou o nome do evento.

Até aí, tudo bem, estamos falando de apenas mais uma tosquice cometida ou por alguém que mudou de lado, ou por alguém que realmente se camuflou… De qualquer forma, não seria nada tão sério assim, se não fosse…

….Pelo fato de que até pouco tempo atrás o Facebook não permitia que eventos com a data passada fossem reeditados — eu mesmo promovi um evento contra a candidatura do governador Geraldo Alckmin e tentei reeditar o mesmo sem sucesso.

Isso que era impossível tornou-se possível.

Analisando este tipo de liberação, facilmente chegaríamos à conclusão de que o que hoje é permitido é quase como se o Facebook, sempre tão preocupado em criar uma rede social sem spammers, de uma hora pra outra se rendesse sem motivos.

Imaginem como seria se todos resolvessem ficar reeditando seus eventos infinitamente, e a pessoa pudesse ficar flodando as notificações dos convidados diariamente. Pouco harmônico e condizente com as políticas implantada pela rede.

(flodar é por exemplo quando alguém fica enchendo a timeline de comentários a ponto de você não conseguir acompanhar o que está acontecendo)

Como se não bastassem tais estranhamentos, o Facebook também alterou as possibilidades de confirmação em um evento. Até pouquíssimo tempo, existiam as seguintes opções: Confirmar, Talvez e Recusar. No entanto, agora as opções passaram a ser: Comparecerá, Não sei e Não posso ir.

Não sou nenhum especialista em PNL (Programação Neurolinguística), mas a opção Não posso ir com certeza é bem diferente da opção Recusar.

Para piorar, o mais estranho desta história toda, é que nenhuma das alterações foi divulgada pela rede — em uma busca ao Google não encontramos qualquer menções sobre tais alterações 🙁

Não estamos aqui a afirmar absolutamente nada, até mesmo por que os indícios que temos não nos permitem provar a existência de uma relação direta entre os fatos. Mas é muito estranho que este episódio ocorra justamente no dia do pronunciamento da Presidenta; justamente em meio a uma grave crise política, e que tenha servido para abafar os depoimentos da Lava Jato, justamente um dia antes de dois partidos deixaram a base aliada.

#Estranho

Publicado originalmente em: http://dilmarousseff.org/redes-sociais/quando-coisas-estranhas-acontecem/

 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

É ainda possível pensar com complexidade?

Como não bastasse a crise global causada pela pandemia, o mundo acaba de entrar numa nova e grave fase de deriva bélica, que o pode mergulhar numa crise ainda maior. A causa próxima deste agravamento é a invasão da Ucrânia. O autor da invasão é a Rússia, mas o seu autor remoto são os EUA, ao terem ignorado durante três décadas as preocupações russas quanto à sua segurança.