Petrobrás: corte R$ 17,5 bilhões de investimentos, dívida cresce e diminuição da produção de petróleo

A Petrobrás ainda está aumentando seu endividamento de US$ 11,5 bilhões, ou  R$ 57,5 bilhões. E cortou investimentos em R$ 17,5 bilhões que ocorre “em função principalmente de postergações de atividades exploratórias, interligação de poços e construção de instalações de produção e refino, e da desvalorização do Real frente ao dólar americano”

A Petrobrás perdeu quase 50% do valor na bolsa, devido a queda do petróleo de US$ 65 para 27 dólares o barril,  e por isso está sendo obrigada a tomar medidas que reforçar o caixa e adiou pagamento de R$ 1,7 bilhão de dividendo de 2019 aos sócios de maio para dezembro deste ano. Esta medida visa ajudar o caixa da empresa combalido pela crise.

A Petrobrás ainda está aumentando seu endividamento de US$ 11,5 bilhões, ou  R$ 57,5 bilhões. E cortou investimentos em R$ 17,5 bilhões  que ocorre “em função principalmente de postergações de atividades exploratórias, interligação de poços e construção de instalações de produção e refino, e da desvalorização do Real frente ao dólar americano”

Todos os analistas economicos apontam a necessidade de ampliar investimentos para combater a recessão e o desgoverno vai na contramão dos especialistas. situação da empresa piorou com a subida do dólar.

Ainda prevê redução de R$ 2 bilhões em despesas operacionais e a empresa resolveu a produção em 100 mil barris devido à super oferta no mercado e redução da demanda

Veja algumas destas medidas:

Redução e postergação de gastos com recursos humanos, no valor total de R$ 2,4 bilhões:

 adiamento do pagamento do Programa de Prêmio por Performance 2019;

 postergação do pagamento de horas-extras;

 postergação do recolhimento de FGTS e do pagamento de gratificação de férias, conforme Medida Provisória n° 927, de 2020;

 postergação do pagamento de 30% da remuneração mensal total do Presidente, Diretores, Gerentes Executivos e Gerentes Gerais;

 cancelamento dos processos de avanço de nível e promoção para os empregados e avanço de nível de funções gratificadas de 2020;

 redução de 50% no número de empregados em sobreaviso parcial nos próximos três meses e suspensão temporária de todos os treinamentos.

Ontem, os jornalistas livres avaliaram que parte do pronunciamento de Bolsonaro  contra o fim do confinamento foi devido a pressão de empresários bolsonaristas e que também agem na bolsa de valores. No final do dia, o  presidente da Câmara dos deputados confirmou esta possibilidade.

Isolamento de Bolsonaro:

Ontem, os jornalistas livres avaliaram que parte do pronunciamento de Bolsonaro  contra o fim do confinamento foi devido a pressão de empresários bolsonaristas e que também agem na bolsa de valores. No final do dia, o  presidente da Câmara dos deputados confirmou esta possibilidade.

O isolamento de Bolsonaro cresce e aumenta a pressão pela sua renúncia do cargo de presidente.

Categorias
DestaquesEconomiaGeral
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish

Relacionado com