Parque Nacional da Chapada dos Guimarães ARDE EM CHAMAS

Por Guilherme Silva especial para os Jornalistas Livres

O repórter fotográfico Guilherme Silva passou uma semana acompanhando a equipe do ICMBIO no Estado do Mato Grosso, na região do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. Neste momento, as queimadas já atingiram mais de 20% do parque, incluindo algum dos pontos turísticos mais conhecidos da Chapada.

AS IMAGENS DO PARQUE EM CHAMAS

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, em chamas. Por Guilherme Silva | Jornalistas Livres

O Parque Nacional (Parna) da Chapada dos Guimarães está entre o 10 mais importantes parques nacionais do país. Além de ser marcado pela diversidade de relevo, o parque faz parte da bacia hidrográfica do Alto Paraguai, protegendo cabeceiras do rio Cuiabá, um dos principais formadores do Pantanal Matogrossense.

Mais sobre o parque no site da ICMBIO.

As queimadas na região Centro Oeste e na região da Amazônica tiveram início no mês de Agosto, mas foram notadas pela opinião pública a partir do dia 19, quando a cidade de São Paulo teve uma tarde apocalíptica, com o céu ficando escuro por conta da fumaça.

DIA DO FOGO

Investigações apontam para um crescimento abusivo e fora do normal, em regiões do Pará, em torno do dia 10 de Agosto. Já se sabe que mais de 70 pessoas – de Altamira e Novo Progresso – entre produtores rurais, comerciantes e grileiros, combinaram através de um grupo de whatsApp incendiar as margens da BR-163, rodovia que liga essa região do Pará aos portos fluviais do Rio Tapajós e ao Estado de Mato Grosso. A intenção deles era mostrar ao presidente Jair Bolsonaro que apoiam suas ideias de “afrouxar” a fiscalização do Ibama e quem sabe conseguir o perdão das multas pelas infrações cometidas ao Meio Ambiente.

O governo de Jair Bolsonaro se mostra inerte a solução do problema, inclusive criando incidentes diplomaticos, depois da enorme repercussão internacional.

Entre as ações inúmeras ações desastrosas para o meio ambiente, desde o começo do seu mandato, está o sucateamento sistematicamente de diversos órgãos de defesa do meio ambiente, entre eles o ICMBIO, responsável pela Unidades de Conservação em todo Território Nacional, assim como o IBAMA e até o INPE.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que negociou com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles:

“fazer uma limpa”

no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e no Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), segundo matéria de O GLOBO, de abril deste ano.

__________
colaborou Joana Brasileiro
Categorias
AmazôniaCuiabáDestaquesMeio Ambiente
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta