Alter do Chão, paraíso amazônico, arde desde o último sábado

Brigadistas voluntários, polícia ambiental e Ibama lutam para apagar as chamas

Imagens do incêndio em Alter do Chão

Desde sábado (14) grandes focos de incêndio se alastram por Alter do Chão, vila localizada no município de Santarém-PA, na margem direita do Rio Tapajós.

FOTO: EUGENIO SCANAVINNO

A região, que é terra do Povo Borari, abriga um tipo raro de vegetação: a Savana Amazônica (um tipo semelhante ao Cerrado). Com os fortes ventos e a vegetação seca, o fogo se alastra rapidamente. Considerada um “Caribe amazônico”, a vila é destino de turistas do mundo todo. Abriga, além de grande biodiversidade, um dos maiores aquíferos de água-doce do mundo, e dezenas de praias paradisíacas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O fogo começou no entorno do Lago Verde, zona onde há conflito agrário e invasão de terras, se alastrando por mais de 26km, atingindo a comunidade Ponta de Pedras. A polícia civil vai investigar o caso; a suspeita é de incêndio criminoso.

Com a ineficiência do Estado para cuidar da região, os moradores de Alter decidiram se articular, e criaram, há dois anos,  a Brigada de Incêndio Florestal de Alter do Chão, um grupo voluntário de pessoas treinadas pelo corpo de bombeiros. Mais de 30 brigadistas estão atuando fortemente para combater o fogo. No entanto, a Brigada carece de mais equipamentos e pessoas para atuar.

Saiba como colaborar com a Brigada de Incêndio Florestal aqui.

Categorias
AmazôniaDestaquesMeio Ambiente
Um comentário
  • Rubens Correia
    17 setembro 2019 at 15:52
    Comente

    Estou com hotel reservado para Alter do Chão, diante deste desastre resolvemos não ir mais

  • Deixe uma resposta