Padre e pastor lavam os pés da travesti que se crucificou

 

Em alusão à cerimônia sagrada de lavar os pés, em que Jesus purificou os apóstolos antes da Santa Ceia, líderes religiosos repetem o ato com a Viviany Belebone, que se crucificou na Parada do Orgulho LGBT de 2015

O padre Júlio Lancelotti e o pastor evangélico da Igreja Batista José Barbosa Júnior lavaram os pés da travesti Viviany Belebone em sinal de humildade e como forma de pedir a ela desculpas pelas ameaças e ofensas que sofreu. Viviany se crucificou na Parada do orgulho LGBT de 2015, em ato que gerou polêmica por parte dos setores conservadores da sociedade.

Sobre a atitude dos líderes religiosos, a transexual disse apenas: “Me sentindo abençoada”. A lavagem aconteceu na tarde deste sábado (27), em São Paulo.

 

 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Poder Para o Povo Preto

Por Tchê Tchê, no The Players Tribune em parceria com o Observatório da Discriminação Racial no Futebol Irmão, eu carrego na alma e no corpo