Os pobres pagam o pato na destruição da aposentadoria promovida por Bolsonaro

 do Blog Searadionaotoca

O governo do Mico  anuncia mais um fake news a “reforma da previdência”vai atacar os privilégios dos ricos. Ocorre, que em mais uma das incríveis trapalhadas  destes desgoverno, os números divulgados pelo governo desmentem o que eles mesmo afirmam.

Hoje os maiores salários se concentram nos regimes próprios, que abrange juízes e servidores do poder judiciário, do poder legislativo e servidores públicos. Já para o INSS, Regime Geral da Previdência, o teto máximo é R$ 5,8 mil. Em janeiro de 2019, o anuário da previdência social aponta 35 milhões de benefícios com renda média de R$ 1.280. Na área urbana a renda média é de R$ 1.424 e a rural de R$ 898. Em janeiro deste ano, 84,5% dos benefícios eram até dois salários mínimos ou R$ 1.996.

Os números do próprio governo trapalhão mostram que os pobres vão pagar a conta!!!

No INSS ou no regime geral da previdência social, a tungada nos direitos do povo é de 715 bilhões ou 66,7%.Já com a redução do Beneficio de programação continuada, de pagamento de um R$ 998 para R$ 400 entre 65 até 69 anos, e do abono do PIS de dois para um salário, o corte é de R$ 182 bilhões. Para os ditos privilegiados, a tungada seria de menos de 20% ou 203 bilhões e  mais R$ 10 bilhões do exercito.

O mais terrível e que em vinte anos a tungada nos idosos pobres e na redução  abono do PIS chega a R$ 651 milhões, sendo R$ 192 bilhões (+42%) a mais que no regime próprio que concentra os maiores salários.

R$ bi de 2019-Impacto Líquido 10 anos % 20 anos %
Reforma RGPS-INSS 715,00 66,03% 3.449,40 76,70%
Reforma RPPS da União 173,50 16,02% 413,50 9,19%
Mudanças das alíquotas do RPPS da união 29,30 2,71% 45,20 1,01%
Mudanças das alíquotas da RGPS -27,60 -2,55% -61,90 -1,38%
BPC de idosos e  abono salarial do PIS 182,20 16,83% 651,20 14,48%
Militares 10,45 0,97%
Total 1.082,85 100,00% 4.497,40 100,00%

Resumindo, os menores salários arcam com uma tungada nos direitos que chega a 80%  em 10 anos e em vinte anos chega a quase 90%.Ou seja, fica claro que quem paga o pato são os mais pobres.

R$ bi de 2019-Impacto Líquido 10 anos % 20 anos %
Menores salários: INSS+ BPC e PIS 869,60 80,31% 4.038,70 89,80%
Maiores salários: RPPS 213,25 19,69% 458,70 10,20%
Total 1.082,85 100,00% 4.497,40 100,00%

Portanto:

1) A tal “economia ” da reforma da previdência se dará em cima dos mais pobres.

2) O governo deixará de colocar no mercado mais de R$ 1 trilhão em 10 anos.e R$ 4,5 bilhões em duas décadas.

3) Menos dinheiro, então, circulará na economia. Logo, a população mais pobre gastará menos, afetando todo o comércio e área de serviços.

4) Considerando que boa parte do imposto cobrado se refere a consumo, se tomarmos por base o ICMS, mais de R$ 726 bilhões deixarão de ser arrecadados em vinte anos.

5-) A  tungada de Bolsonaro nos direitos do povo  é  o dobro da ultima proposta de Temer, em 10 anos,

6-) O governo do mico pretende criar o sistema de capitalização, sem dizer como irá funcionar e como se pagará as aposentadorias de uma geração que irá se aposentar e que pode custar trilhões de reais.

7-) O governo prepara uma fábrica de maldades contra o povo, ao permitir uma serie de alterações na previdência por lei complementar e com isto, os votos necessários na Câmara dos deputados caem de 308 para 257.

😎 A proposta de Bolsonaro representa o paraíso para os banqueiros e  a ampliação dos inferno diário para os pobres, que vai resultar na ampliação da exclusão social e, conseqüentemente, a desigualdade social.

Derrotar a reforma da previdência é a maior prova de amor que possamos dar aos nossos filhos e filhas e só nós cabe ir para ás ruas para derrotar ás medidas de um governo que quer  “micar”  o presente e o futuro do Brasil.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS