A população foi votar armada: de livros e de conhecimento

Hoje, dia 28 de outubro de 2018, o povo brasileiro irá escolher o futuro do país nas urnas. Numa campanha eleitoral marcada pelas fake news e pelo discurso de ódio de Jair Bolsonaro, apenas um dos lados garantem a continuidade da democracia no Brasil. Uma frente ampla contra o fascismo foi lançada espontaneamente ontem. Antipetistas históricos declararam foto e apoio a Fernando Haddad, do PT, para que o Brasil não caia nas ruínas do fascismo, do ódio, da violência, da intolerância e do terror.

Num país onde um jovem de 23 anos foi morto por um eleitor de Jair Bolsonaro ontem porque estava numa carreata pró-Haddad, o povo decidiu ir votar com livros. No primeiro turno bolsonaristas votaram com armas de fogo, hoje o povo se armou de livros.  Veja a galeria abaixo.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS