IBOPE quer saber se o brasileiro apoia intervenção militar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Por que uma empresa estaria interessada em saber se a população brasileira apoiaria uma intervenção militar para garantir a segurança? Segurança de quem ou do que, aliás, é a primeira pergunta a ser feita.

Fato é que a empresa de opinião IBOPE está com uma pesquisa em campo que tenta traçar um perfil ideológico do cidadão brasileiro do ponto de vista da insegurança democrática diante do atual cenário de instabilidade política. A tragédia que se tornou o governo de Michel Temer é adubo farto para uma infinidade de teorias conspiratórias e parece que tem instituições querendo se adiantar para não serem pegas de surpresa.

Veja o que o IBOPE quer saber:

  • Como você avalia o atual governo?

  • Como você se sente em relação ao futuro do Brasil?

  • Você participaria de manifestações contra a corrupção? Contra o presidente Michel Temer? Contra a reforma trabalhista ou da previdência? A favor de eleições diretas?

  • Você se identifica como alguém de direita, de centro ou de esquerda?

  • Para garantir a segurança, você seria a favor do uso das Forças Armadas?

  • Para garantir a proteção do patrimônio público, você seria a favor do uso das Forças Armadas?

Por contato telefônico, que o próprio IBOPE fornece para os pesquisados tirarem dúvidas, a responsável pela pesquisa informou que não havia um contratante, que se tratava de uma pesquisa do próprio IBOPE e que os resultados não seriam divulgados. Questionada sobre os objetivos e registro da pesquisa, ela disse que não havia um registro e que não poderia informar os objetivos.

A assessoria de imprensa, por sua vez, mudou a versão da responsável, enviando a seguinte mensagem:

“Sim, há um contratante. Entretanto, temos um contrato de confidencialidade com nossos contratantes que nos impede de revelar informações como o nome do contratante, seus objetivos, assim também como não somos autorizados a divulgar os resultados coletados, já que essas informações são de propriedade do cliente, que é quem decide sobre a divulgação (ou não) das pesquisas.”

A Constituição Federal de 1988 define assim o papel das Forças Armadas na sociedade brasileira:

“Art. 142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.”

A pesquisa IBOPE suscita a pergunta: que outros papeis poderiam exercer as Forças Armadas além daqueles descritos na Lei Maior?

COMENTÁRIOS

  • O que deveríamos fazer então? Pelo que sabemos, não podemos confiar em nenhum líder politico de nosso pais. Nunca conseguiríamos fazer uma revolução sem apoio das forças armadas. Ditadura é ruim, corrupção é tão ruim quanto.

  • POSTS RELACIONADOS

    >