Aos colegas jornalistas trago um ótimo exercício de como não se portar na profissão.

Imagem reprodução do Jornal Nacional de março de 2016, mostrando conversa entre Lula e a então Presidenta Dilma Roussef, vazadas pelo então Juiz Sérgio Moro, em grampo ilegal.

No dia 16 de março de 2016 o Jornal Nacional abriu o jornal com as mensagens vazadas, da então presidente Dilma, pelo então juiz federal Sérgio Moro, que violou a Constituição Federal ao interceptar e divulgar uma ligação da Presidência da República. O jornal em nenhum momento contesta a legalidade da ação de Moro ou enfatiza, como fez ontem, que interceptação e vazamento sem autorização é crime. A matéria que durou mais de 09 minutos resultou em um teatro, onde William Bonner e Renata Vasconcelos declamaram longos minutos das conversas entre Lula e Dilma, Lula e Eduardo Paes entre outros. No dia seguinte, 17 de março de 2016, mais uma longa matéria, 14 minutos sobre as mensagens vazadas da então presidente e Lula.

No jornal de ontem, o mesmo JN, os mesmos apresentadores, abriram o jornal com a manchete do The Intercept, que através de uma denúncia, divulgou conversas de Moro e procuradores da Lava-Jato. O jornal a todo momento marcou que a ação do hacker foi ilegal e deixou ser ditado pelo vídeo de defesa, divulgado pelo procurador Deltan Dallagnol. O jornal se quer teve a coragem de assumir o dever jornalístico em investigar e assumir a informação que passava e usou a expressão “o site Intercept, diz que na Constituição brasileira um juiz não pode aconselhar o ministério público, nem direcionar seu trabalho, deve apenas se manifestar nos autos dos processos, para resguardar a sua imparcialidade[…]” Ora, a Constituição do Intercept é diferente da Constituição que o JN segue? O jornal não tem autonomia para verificar isso? A matéria durou 4 minutos e outros 5 minutos foram destinados a defesa de Moro, defesa de Deltan, que inclusive foi a primeira pessoa não jornalista a ser um âncora do JN. Sim, podemos dizer que William, Renata e Deltan dividiram bancada em frases casadas, que se não tivessem sido tão ensaiadas não sairia perfeito, um verdadeiro ballet de aúdio e imagens.

Reprodução de imagens do Jornal Nacional de 10.06.2019, que exibiu um vídeo do Procurador se defendendo, das denuncias do The Intercept.

 

Reprodução de imagens do Jornal Nacional de 10.06.2019, com a reação de algumas instituições jurídicas.

 

 

A indagação aqui não é para o JN dizer que Lula é um preso político ou algo do tipo, é uma indagação sobre a atividade do jornalista e do jornalismo. Por que o pau que bate em Chico não é o mesmo pau que bate em Francisco? O jornalismo não é e nunca deve ser assessoria de imprensa e foi isso que vimos no Jornal Nacional de ontem.

Sabemos mais que nunca que a Globo é uma fiel defensora de Moro e Lava-Jato. Para o jornalista Gleen Greenwald, do The Intercept, não é diferente. Em sua conta no Twitter, na manhã desta terça-feira (11), o jornalista enfatizou a ligação entre a Rede Globo e o ministro da Justiça, Sergio Moro, ao comentar o caso que o Intercept trouxe a público.

“A Globo é sócia, agente e aliada de Moro e Lava Jato – seus porta-vozes – e não jornalistas que reportem sobre eles com alguma independência. É exatamente assim que Moro, Deltan e a força-tarefa veem a Globo. Então não esperem nada além de propaganda”.

Reprodução de imagens do Jornal Nacional de 10.06.2019, exibe o Procurador Deltan Dallagnol com um dos seus power points do caso triplex.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornalistas Livres

COMENTÁRIOS

  • Sabe qual foi a diferença entre as duas matérias?
    Simples:
    A de Lula e Dilma , as escutas foram feitas pela polícia federal com autorização da justiça.
    A de Sérgio moro e Deltan, foram feitas por criminosos cibernéticos, o que configura crime cibernético….
    Simples assim!
    Um forte abraço kkkkk!!!!

  • É a interce PT vazou conversas de agentes públicos, conversas privadas do judiciário, enquanto que, o Juiz Sérgio Moro quando divulgou a conversa da Dilma que não estava sendo investigada, mas o Lula estava, inclusive com seu telefone grampeado não importando quem estava ligando para ele …

  • Eu até ia fazer um comentário, mas após ler os comentários me dei conta que estava em um site totalmente de esquerdistas, tô fora, fuiiiiíiiiiiiiiiio

  • É muita cara de pau de vcs
    Quem foi grampeado legalmente foi o luladrao a dilma caiu no bolo
    Diferente do Moro q foi raqueado de forma ilegal e exposto por um site cujo dono é acusado de terrorismo no reino unido
    Mas usando o faro jornalístico de vcs respondam:
    Quem mandou raquear o telefone do ministro da justiça?

  • Talvez porque seu BABACA ! O “vazamento” da conversa de Dilma tenha sido de fonte oficial e autorizado por um juiz durante investigação do réu Lula. O grampo era em cima do réu e não dá presidANTA que foi pega usando o cargo para beneficiar o ladrão. Bem diferente do vaza então do ministro moro que esse sim foi fruto de crime

  • É sem dúvida importante denunciar. Contudo, não esperemos nunca imparcialidade da Globo, pois, como é sabido, ela tem um lado e esse lado é sempre o lado dos poderosos e nunca o dos que defendem as necessidades sociais do povo brasileiro.

  • Vocês tem problemas? A lava jato devolveu bilhões ao Brasil que justamente esses safados do lula e Dilma roubaram.

  • Mas essa babilônia vai cair. Eles estão provando do próprio veneno, hipócritas e falsos moralistas.

  • Não é de agora que está emissora manipula o povo, quando é de seu interesse, acoberta práticas ilegais, se houvesse um governo de verdade neste país, já teria cassado a concessão desta emissora, sempre exalta governos por interesse, as notas que solta para se defender, e pura mentira, dá nojo assistir esta emissora.

  • Muito triste ver tão pouco caso da mídia elitista do Brasil com relação a uma situação tão revoltante. Fico envergonhada de ser parte integrante de um país que tem um presidente com seríssimos problemas mentais, um judiciário omisso e um parlamento entreguista, salvo raras exceções. Revoltante!!! Salve-nos Green!!!!!

  • É ridículo ver como é imoral o sistema judiciário ser claramente partidário na pessoa do ministro Sérgio Moro. Ele é imoral e não tem nenhuma competência pra estar no cargo,ao qual está ocupando no país. Lula livre já!

  • Fico muito preocupado com tudo isso.Será que o judiciário perdeu a compostura, no caso do juiz Moro.ele batia o corner e corria para cabecear.
    Jorge Assis
    Campo Grande RJ.

  • Boa tarde. Não sou muito fã de política, muito menos dessas piadas que passam no JN (na maioria das vezes). A única coisa que tenho absoluta certeza é que os brasileiros estão cada vez mais alienados com tanta mentira que saem das bocas dos políticos em geral e dessa mídia cheia de espetáculos. O Brasil, país maravilhoso, lindo, onde tudo que é de mais belo tem que ser por obrigação destruído sempre com os mesmos diálogos. Fico grata em ver essa notícia verdadeira aqui. É disso que o Brasil vive atualmente, essa vergonha, onde a lei existe pra uns e pra outros não.

  • POSTS RELACIONADOS

    Mais uma refinaria privatizada

    A refinaria Lubrificantes e Derivados do Nordeste (Lubnor), uma das a principais fornecedoras da região Nordeste e do Amazonas, Amapá, Pará e Tocantins, está para

    >