Diário do Bolso: Jean Wyllys em Harvard

O Dudu, que fala inglês e faz hambúrguer, só conseguiu ser embaixador porque é meu filho. Mas o Jean Wyllys não é filho de ninguém. Assim não dá, pô. Cadê a meritocracia?

José Roberto Torero*

Pô, Diário, que raiva! Assim os meus pontos vão estourar!

O Jean Wyllys vai fazer residência em Harvard?

Primeiro eu pensei que fazer residência era construir umas casas lá. Aí tudo bem, porque ele tem cara de pedreiro. Mas depois eu fiquei sabendo que ele vai fazer pesquisa e pode até dar aula. Aí é demais, pô.

O Witzel teve que mentir que foi aluno lá e o cara vai ser professor?

O Olavo que é o Olavo só dá aula no Youtube, como é que o Jean Wyllys conseguiu essa?

O Dudu, que fala inglês e faz hambúrguer, só conseguiu ser embaixador porque é meu filho. Mas o Jean Wyllys não é filho de ninguém. Assim não dá, pô. Cadê a meritocracia?

O pior é que a tal pesquisa é sobre fake news. Pesquisar isso aí pra quê? Ir contra as fake News é ir contra a liberdade de expressão! Cada um acredita no que quer, talkei?

Olha, Diário, quando o Jean Wyllys foi para fora do Brasil, eu escrevi no Twitter: “Grande dia!”. Pois hoje eu devia escrever: ”Péssimo dia!”.

Agora dá licença que eu vou puxar a cordinha pra enfermeira me trazer um calmante.

*José Roberto Torero é autor de livros, como “O Chalaça”, vencedor do Prêmio Jabuti de 1995. Além disso, escreveu roteiros para cinema e tevê, como em Retrato Falado para Rede Globo do Brasil. Também foi colunista de Esportes da Folha de S. Paulo entre 1998 e 2012.

@diariodobolso

Categorias
Destaques
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta