Demissão de Mandetta e São Paulo desabafa

Na tarde desta terça (16), Bolsonaro concretizou o que já esperávamos: demitiu o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em plena pandemia e num momento delicado onde ainda não temos sequer chegado ao pico de casos do novo Coronavírus. Não deu outra, o povo reagiu no Brasil todo, na hora do anúncio e agora à noite.

No horário da demissão os panelaços aconteceram no Brasil todo.

Em São Paulo, bairros de classe média como Pinheiros, Sumaré e Vila Madalena, na Zona Oeste de São Paulo; Santa Cecília e Higienópolis, no Centro de São Paulo; Brooklin Paulista, Chácara Klabin, Vila Mariana e Paraíso, na Zona Sul de São Paulo; na Parada Inglesa, na Zona Norte de São Paulo marcaram presença na manifestação.

Pelo resto do país os protestos aconteceram no Rio de Janeiro (Botafogo, Copacabana, Humaitá, Flamengo, Grajaú, Ipanema, Laranjeiras e Tijuca; na capital; e Santa Rosa, em Niterói.), Belo Horizonte (Serra, Anchieta, Castelo, Savassi, Sion, Santo Antônio e Carmo), Recife (Boa Viagem, Jaqueira, Torre, Casa Forte, Graças, Parnamirim, Tamarineira, Casa Amarela e Aflitos), Fortaleza (Aldeota, Meireles, Joaquim Távora, Benfica, Fátima, Bairro do Cocó, Praia de Iracema e Otávio Bonfim), João Pessoa (Jardim Oceania, Manaíra, Tambauzinho, Miramar, Brisamar, Jardim Luna e Altiplano), Brasília (Asa Norte e Asa Sul, Guará e Águas Claras), Porto Alegre (Centro Histórico, Cidade Baixa, Santana, Bom Fim, Menino Deus e Rio Branco) e Belém (Umarizal, Pedreira, Batista Campos e Reduto).

 

Veja imagens do panelaço da noite desta quinta, 16 de abril, em São Paulo:

 

 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS