Defesa de Lula se manifesta sobre revelações dos bastidores de sua prisão injusta

A atuação ajustada dos procuradores e do ex-juiz da causa, com objetivos políticos, sujeitou Lula e sua família às mais diversas arbitrariedades

NOTA DA DEFESA DO PRESIDENTE LULA

Em diversos recursos e em comunicado formalizado perante o Comitê de Direitos Humanos da ONU em julho de 2016 demonstramos, com inúmeras provas, que na Operação Lava Jato houve uma atuação combinada entre os procuradores e o ex-juiz Sérgio Moro com o objetivo pré-estabelecido e com clara motivação política, de processar, condenar e retirar a liberdade do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A reportagem publicada hoje (09/06/2019) pelo portal “The Intercept” revela detalhes dessa trama que foi afirmada em todas as peças que subscrevemos na condição de advogados de Lula a partir dos elementos que coletamos nos inquéritos, nos processos e na conduta extraprocessual dos procuradores da Lava Jato e do ex-juiz Sergio Moro.

A atuação ajustada dos procuradores e do ex-juiz da causa, com objetivos políticos, sujeitou Lula e sua família às mais diversas arbitrariedades. A esse cenário devem ser somadas diversas outras grosseiras ilegalidades, como a interceptação do principal ramal do nosso escritório de advocacia para que fosse acompanhada em tempo real a estratégia da defesa de Lula, além da prática de outros atos de intimidação e com o claro objetivo de inviabilizar a defesa do ex-Presidente.

Ninguém pode ter dúvida de que os processos contra o ex-Presidente Lula estão corrompidos pelo que há de mais grave em termos de violações a garantias fundamentais e à negativa de direitos. O restabelecimento da liberdade plena de Lula é urgente, assim como o reconhecimento mais pleno e cabal de que ele não praticou qualquer crime e que é vítima de “lawfare”, que é a manipulação das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política.

Fernando Haddad se manifesta no twitter:

Do twitter  de Guilherme Boulos:

Já o o líder do PT na Câmara Federal deputado federal Paulo Pimenta fala da gravidade das denúncias apresentadas pela imprensa independente The Intercept.

Pimenta afirma que conjuntamente com a presidenta Nacional do PT pensa em uma ação política e jurídica a apartir das denúncias publicadas hoje.

Veja pelo link:

Categorias
DestaquesLula Livre
3 comentários:
  • Erinaldo Fernandes Silva
    10 junho 2019 at 6:20
    Comente

    Eu ainda espero justiça!

  • Hélio Jorge
    10 junho 2019 at 7:37
    Comente

    Muito bonito o gesto de todos que não acreditaram na culpa do Lula, e lutaram sem aceitar a derrota promovida pelos maus institucionalistas! Quem perseverar ate o fim…verá a gloria de Deus! Eu acredito na anulação da sentença organizada pelo congresso, uma vez que eles falaram ate em fechar. Is homens sérios desse país, necessitam tomar uma atitude que fundamentalize a nossa democracia. Peço que se provada as acusaçoes, seja nula a eleição do presidente Bolsonaro. Novas eleições já!

  • Rogério
    10 junho 2019 at 17:19
    Comente

    Sou extremamente contra os corruptos, os corruptores e a corrupção. Sempre sob q dentro das investigações da corrupção existia a corrupção. Tá aí as provas. E agora? Em quem vamos acreditar? Os corruptos podem investigar outros corruptos? Qual deve ser o posicionamento do resto da justiça, diante de tanta injustiça, cometida pq quem sempre se apresentou cm santo?

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish