Cuba faz ato em solidariedade a Lula

Em Cuba nos somamos ao grito por justiça de todo o mundo pela liberdade imediata de Lula, preso político há mais de 93 dias na sede da Polícia Federal de Curitiba no Brasil.

Desde o Centro Memorial Dr. Martin Luther King Jr. e no contexto do 24º Encontro do Foro de São Paulo que ocorrerá em Havana entre 15 e 17 de julho, lhes convocamos a se unirem em um ATO ECUMÊNICO DE SOLIDARIEDADE com o povo brasileiro neste sábado 14 de julho às 8:00pm, na Igreja Batista Ebenezer de
Marianao .

Exigiremos liberdade para Lula e denunciaremos o crime que significa sua prisão arbitrária de razões absolutamente
políticas. Lula tem direito a ser o candidato para um terceiro mandato como Presidente de Brasil.

Libertem Lula Agora!

Por que lutar pela liberdade de Lula?

Brasil vive um processo inesperado desde 2016, com a retirada de direitos dos trabalhadores e a redução de suas liberdades democráticas, alinhando-se assim com a política de Estados Unidos, que faz parte de um imenso reordenamento geopolítico internacional.

A Luta pela imediata libertação de Luiz Inácio Lula da Silva não significa só um gesto de solidariedade com o
presidente mais popular de Brasil; significa também um gesto de solidariedade com todos os brasileiros e brasileiras para que se respeite a Justiça, pilar básico de qualquer sistema minimamente democrático.

O caso de Luiz Inácio Lula da Silva tem um simbolismo único na história recente do país. Todo o julgamento do presidente Lula foi um erro jurídico sem limites. Não tinha, na primeira instância – leia Curitiba -, uma só prova dos
crimes de que foi acusado. Não se trata de opinião, senão de constatação.

O mesmo deu-se na segunda instância, no TRF-4, onde prevaleceu a ausência de provas, demonstrando que se tratou claramente de uma manobra jurídica, armada e efetiva ante a complacência de todas as demais instâncias. Com o ocorrido n Brasil no domingo 08 de julho, ficou claro que Lula é um preso político em um país em que o estado de direito está em crise, quando o Juiz do TRF4 Rogério Favreto tentou impulsionar o cumprimento do Habeas Corpus que determinava a liberdade do ex- presidente Lula, o que foi impedido pelo Juiz Sergio Moro. A ordem de liberdade terminou sendo recusada pela Ministra Laurita Vaz do STJ.

Com o país à deriva, com o crescente aumento dos riscos de naufrágio, é imperativo retomar com urgência o rumo da normalidade. Esse caminho só se dará com a realização de eleições efetivamente livres e representativas da vontade popular.

Nos somamos à luta contra a arbitrariedade a que está submetido Lula, e que deve cessar de imediato . Exigimos sua liberdade já.

Ante semelhante palco, convocamos a todo o povo a este ato em defesa da liberdade de Lula e pela democracia no
Brasil.

Categorias
Geral
Um comentário
  • Inácio da Silva
    15 julho 2018 at 10:47
    Comente

    A ditadura de Cuba sempre querendo passar a impressão de ser boazinha…patético…

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish