Covid-19 teria chegado à menor cidade do país

Serra da Saudade, no Centro-Oeste de Minas, tem três casos suspeitos do novo coronavírus

Divulgação/Prefeitura

Escondida no Alto Paranaíba, Centro-Oeste de Minas, Serra da Saudade é o município com menos habitantes neste Brasil grande e nem sempre esperto. Tem quase 800 habitantes, mas mesmo assim não escapa do novo coronavírus. Três casos suspeitos já foram detectados na cidade, segundo boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde nessa sexta-feira, 24. Não deixa de ser um alerta num momento em que vários prefeitos mostram-se assanhados com a ideia de reabrir o comércio e outras atividades em suas cidades.

A explicação para o surgimento do vírus estaria no número de pessoas que procuraram a pequena cidade para se isolarem e se protegerem, o que começou a preocupar o prefeito e os seus moradores. Serra da Saudade está a 239 quilômetros de Belo Horizonte e conta com apenas um posto de saúde, que tem um clínico geral e um pediatra do Programa Saúde Familiar.

No fim de março, quando ainda não tinha nenhum caso suspeito registrado, a página da prefeitura nas redes sociais já mostrava uma mensagem pedindo para que a população ficasse em casa. “Nossa cidade não tem estrutura e nem aparelho respirador”, dizia.

As aulas foram suspensas ainda em março. O prefeito Alaor José Machado (PP) orientou a população a seguir o decreto editado pelo governo do estado. Foram concedidas férias a alguns servidores municipais e apenas os serviços essenciais estão funcionamento, como os dois mercados da cidade e o posto bancário. Até mesmo a lotérica foi fechada.

Na prefeitura a ordem é fugir de repórteres. Foi, inicialmente, a forma encontrada para tirar a cidade de evidência, porque no início do isolamento muitos forasteiros seguiram para Serra da Saudade na esperança de fugir do vírus. O aumento de visitantes foi sentido logo pelos moradores, que ficaram desconfiados. “O que aconteceu no início era que as pessoas estavam vindo de fora. Achavam que por ser pequeno era mais seguro. Mas agora estamos mais vulneráveis, temos poucos habitantes e acredito que se alguém se contaminasse a população seria contaminada em massa”, disse a assistente social Juliana Alves Inácio ao jornal Estado de Minas no início de abril.

Agora, a pacata cidade está intranquila com a ocorrência de casos suspeitos da covid-19, e com razão.

A lenda da origem do nome do lugar

Há muitos anos, por volta do século 18, vivia no lugarejo uma tribo de índios, que por motivos desconhecidos, acabou sendo dizimada, restando ali apenas uma índia, que vivia em total abandono e solidão. Até que um dia, parentes da índia que moravam na Bahia, lhe escreveram uma carta.

No entanto, naquela época, as correspondências eram transportadas por carros de boi, charretes, trens de ferro, automóveis, e as malas se molhavam, secavam e com isso acabou danificando a correspondência destinada à índia.

Quando a carta chegou ao seu destino, a índia já tinha falecido de desgosto e saudades de seus entes queridos. Os moradores da época abriram a correspondência e a única palavra que se podia ler era SAUDADE, daí o nome de Serra da Saudade.

Categorias
Geral
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish

Relacionado com