Carta da militância da União da Juventude Socialista a Luís Inácio Lula da Silva

Filhas e filhos de pedreiros e empregas domésticas virando doutores, jovens andando de cabeça erguida e com orgulho do seu país.

Do face da UJS (União da Juventude Socialista)

Querido presidente Lula, nós da União da Juventude Socialista somos milhares de jovens espalhados pelo país. Estamos reunidos em nosso congresso nacional após um amplo processo de mobilização que envolveu o campo e a cidade, a escola, a universidade, os centros e as periferias. Durante todo esse rico processo reafirmamos a certeza de que a sua condenação sem provas é o retrato do Estado de exceção em curso no Brasil. Por isso gritamos em alto e bom som: LULA LIVRE! Defenderemos até o fim o seu legítimo direito de se candidatar.
Há dois anos te recebíamos no nosso 18º Congresso Nacional e como o senhor sabe, entoamos em nossos espaços uma palavra de ordem: “o filho do pedreiro vai poder virar doutor”. Ela representa aquilo de mais belo do caminho que trilhamos juntos e fala sobre esperança. A esperança de um Brasil melhor onde aqueles e aquelas que trabalham duro possam ter acesso a oportunidades, comida na mesa, educação de qualidade e emprego digno.
​Nos últimos anos, sob a sua liderança, pudemos vislumbrar o potencial daquilo que o Brasil pode vir a oferecer aos seus filhos. Filhas e filhos de pedreiros e empregas domésticas virando doutores, jovens andando de cabeça erguida e com orgulho do seu país.
​Juntos percorremos um caminho que nos permitiu sonhar. E com tudo o que o senhor aprendeu e ensinou ao Brasil, tenha a certeza de que os poderosos não nos farão baixar a cabeça. Como o senhor bem nos lembrou naquele fatídico dia em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC citando uma frase de Che Guevara, “os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera”.
​Cem dias se passaram desde que a sua liberdade foi tirada de forma arbitrária. Desde então avançaram na retirada dos direitos que tanto lutamos para conquistar, mas não aprisionaram nossa disposição de lutar. Temos sido milhões de Lula’s pelo Brasil com a mesma garra, teimosia, força e disposição que o senhor sempre demonstrou ter. A esperança que construímos juntos não se perdeu. Temos fé de que o Brasil saberá encontrar o seu caminho de liberdade, igualdade e democracia.
​Por isso tudo, gostaríamos de lhe transmitir o mais apertado abraço, daqueles e daquelas que foram os primeiros de suas famílias a entrar na universidade e conquistar o seu diploma. Este diploma será utilizado por uma nova geração oriunda da classe trabalhadora que quer ocupar os centros de decisão política e poder. Temos esperança e energia para construir um Brasil melhor, com juízes, médicos, professores e trabalhadores engajados e comprometidos com a justiça social, a democracia e a construção de um país emancipado e soberano.
Seguimos lutando pela sua liberdade, pela juventude e pelo Brasil. Obrigado Lula, por não desistir!
São Paulo, 15 de julho de 2018

Categorias
DestaquesLula Livre
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta