Brasil vende urânio para a Argentina

por Tania Malheiros* O governo autorizou a venda do terceiro lote de urânio enriquecido para as usinas nucleares Atucha 1 e Atucha 2, da Argentina. A informação obtida pelo...

por Tania Malheiros*

O governo autorizou a venda do terceiro lote de urânio enriquecido para as usinas nucleares Atucha 1 e Atucha 2, da Argentina. A informação obtida pelo Blog acaba de ser confirmada pela empresa Indústrias Nucleares do Brasil (INB).

“A INB obteve autorização para exportação junto aos órgãos competentes, como os ministérios das Relações Exteriores, de Minas e Energia e de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações”, informou a empresa.

A previsão é de que o processo seja finalizado até fevereiro de 2020. Faltam apenas a formalização do pagamento, a conclusão da documentação e o fechamento do planejamento logístico, segundo a INB.

TERCEIRA VENDA –

 Essa é a terceira venda de urânio para a Argentina. As duas vendas iniciais de urânio na forma de pó de U02 para a empresa Combustibles Nucleares Argentinos (Conuar) ocorreram da seguinte forma: na primeira, foram entregues 4.100 Kg de urânio enriquecido de 1,9%, 2,6% e 3,1% ao preço de USD 4.378.190,00. Na segunda, o montante vendido foi de 1.500 Kg de pó de U02 a 4,15% de enriquecimento. O preço global foi de USD 1.755.000,00.

Tania Malheiros é jornalista e escritora, autora do livro “Bomba atômica! Pra quê? Brasil e Energia Nuclear”, da Editora Lacre

Categorias
Geral
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta