Boa Vista confirma dois casos de coronavírus e decreta quarentena

A partir de agora nem as luzes das praças serão acesas durante a noite para que as pessoas permaneçam em casa - er o download você declara que está de acordo com nossos Termos de Uso. Alex Ribeiro /Agencia Pará

Os primeiros dois casos de coronavírus do estado de Roraima foram confirmados na tarde deste sábado (21), por uma rede social da prefeita da capital Boa Vista, Teresa Surita (MDB). Ainda não há informações sobre os pacientes infectados.

Teresa Surita

@Teresa_Surita

Acabou de confirmar 2 casos de corona vírus positivo em Boa Vista. Novas medidas serão anunciadas. Fiquem em casa.

Para conter a transmissão do coronavírus, a prefeita publicou, já na sexta-feira (20), um decreto suspendendo o funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes, balneários, parques aquáticos, clubes com piscinas e lagos e todas as atividades nas quadras esportivas das praças públicas da cidade. Segundo o decreto, nem as luzes das praças serão acesas durante a noite para que as pessoas permaneçam em casa.

:: Coronavírus: Brasil fecha fronteira e venezuelanos são impedidos de voltar a Roraima::

Na publicação também há recomendações em relação aos mercados municipais, academias, shoppings, salões de beleza, casas lotéricas, supermercados, atacadões e agências bancárias para que orientem seus clientes para manter uma distância de 2 metros de outros clientes.

Logo após a publicação do decreto, os shoppings Pátio Roraima e Roraima Garden encerraram suas atividades por tempo indeterminado.

A fiscalização do cumprimento da publicação será feita por fiscais da prefeitura, através das secretarias de Finanças, Saúde, Meio Ambiente, pela Guarda Municipal e por todos os órgãos municipais que sejam regulamentos para fazer a fiscalização.

A Secretaria de Saúde de Roraima divulga diariamente boletins oficiais com informações sobre o coronavírus, sempre neste link.

Edição: Rodrigo Chagas

 

Veja mais: Mais 224 casos confirmados de coronavírus em um dia; total chega a 1.128 e 18 mortes

Veja mais: UFSCar dispensa professores e estudantes, mas trabalhadores terceirizados seguem em atividade

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS