BH recebe 3ª Viada Cultural nesta sexta

O evento denuncia o rompimento da Barragem Córrego do Feijão e a perseguição aos LGBTI no Brasil

Por Thiago Rodrigues, para  o Jornalistas Livres

Nesta madrugada de sexta para sábado (15/02), o Viaduto Santa Tereza, na região central de BH, recebe mais uma edição da Viada Cultural. Realizado em um dos principais pontos de manifestações artístico-culturais da capital, o evento tem como proposta a importância do protagonismo LGBTI entre a juventude. Com Batalha de Vogue, apresentação de grupos de dança e DJ’s, a Viada Cultural é totalmente gratuita e tem início marcado para às 20h, com previsão de nove horas de duração.

Em sua terceira edição, o tema desta Viada Cultural será: “Corpos Políticos: Ilhados ou Exilados” com um forte tom de denúncia contra a perseguição e violência que atinge a população LGBTI, além do repúdio ao crime ambiental em Brumadinho. Em tempos onde a homofobia e transfobia ainda não são considerados crimes, a resistência se apresenta como importante e necessária em todos os tipos de mobilizações. Thiago Santos, produtor geral da Viada Cultural, ressalta a importância política do evento: “Mostraremos no dia 15 de Fevereiro que a nossa comunidade é mais forte, que nosso amor pelo Brasil é mais forte, que o nosso amor pela cidade é mais forte. Se é essa realidade que eles querem construir, nós vamos construir os próximos anos na utopia de viver em um mundo mais justo e igualitário”.

O evento nasceu em 2017, a partir do desejo de uma frente de atuação que levantasse um debate em prol da diversidade dentro das escolas e universidades. A terceira edição da Viada Cultural é organizada pela UJS Beagá com o apoio de diversos coletivos, como Cellos MG, Frente BI, Frente Autônoma LGBT, Mães pela Diversidade, Juventude de Terreiro, Bloco Angola Janga e Fonatrans. A Viada Cultural conta ainda com o apoio institucional da Diretoria de Políticas para População LGBT da Prefeitura de Belo Horizonte e será patrocinado pela Homo Driver.

Confira a programação completa:

A grade de programação está errada a correta é:

*20h começa
*20:10 DJ Daniel Fernando (dasgays)
*21:10 Eletric mobile
*21:20 emilly
*21:30bloco drags
-nickary(compor o palco com maleta )
Fissura
-scarlla
-Gamora
-Kharen More
-chloe
-Aquarela
-Allana Petrovich
-Lanny
-nicolle Firce
-Kyara
-Jasmini (Timóteo)
-Melody
-power Dance
-22h 20 coletivo vougue
-22:50 ANJXS
-23:00 Dj Rhanny
00:05 circo
-00:10falas políticas
(Edith Augusta, faz performance sobre empoderamento trans.)
– 00:30 Lopez

-00:40Black (cantor )
-00:50 Rodrigo (cantor )
-01:00DJ Raul Monteiro
01:30 bloco drags (Raul)
-Maleta
-poison
Mell cooper
-Aysla
-Francis
-Elektra
-Felicia
-Avylla
-Leona
-Polaris
-Tawane
-natally
-thre dance
-2:10 Cafézinho
-3:10 Kaio
4:10 Talarico (funk botando pra fuder )ate o final.

Categorias
Belo HorizonteCidadaniaCidadesCulturaDireitos SociaisJuventudeLésbicasLGBTResistência
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta