Após ingratidão, Janaína alardeia ameaças de correligionários

"Estão vindo me pegar", disse a parlamentar na tarde desta quarta (22), na Assembleia Legislativa de SP

A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL) conversa com policiais e assessores e manda aúdios no whatsapp, após a Comissão de Constituição e Justiça na Assembleia Legislativa de SP

Depois do episódio envolvendo o deputado Campos Machado, veterano da Assembleia Legislativa de SP, fato registrado em matéria anterior, que pode ser lida ao final desta notícia, a deputada Janaína Paschoal, do PSL participava ativamente, na tarde desta quarta-feira, 22, da reunião da comissão de Constituição e Justiça. Ela dava detalhadas explicações sobre cada um dos pareceres que produziu, dando vários palpites nos projetos de lei de seus “colegas”, quando, após ouvir um áudio pelo Whatsapp e em estado normal de desespero, se diz tensa e anuncia: “duzentas pessoas estão vindo para a Alesp me pegar”.

Policiais militares e civis, à serviço da Alesp, chegam no plenário onde acontecia a reunião já com as informações prestadas pela assessoria da deputada. Um partidário do PSL, que tentava, sem sucesso, ser recebido por Janaina, avisou o gabinete da deputada que se ela não o recebesse viria para a Assembleia acompanhado de mais 200 correligionários.

E Janaina Paschoal explica-se aos policiais: “eu não estou jogando contra o PSL, nem contra o PSDB”.

Fecha o pano.

Para quem não conseguiu acompanhar a última notícia que trata da “ingratidão” e das confusões da parlamentar com seu partido, o PSL, aqui vai:

Uma canção apropriada para o momento da deputada estadual Janaína Paschoal (PSL)

Categorias
DestaquesDiário da AlespGeral