Vem aí a Primeira Marcha das Mulheres Indígenas

Via Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib).

 

De 09 a 13 de agosto acontece, em Brasília, a Marcha das Mulheres Indígenas, que reunirá 2 mil mulheres dos mais diferentes povos, de todo o Brasil.

Com o tema “Território: nosso corpo, nosso espírito”, o objetivo é dar visibilidade às ações das mulheres indígenas discutindo questões inerentes às suas diversas realidades, reconhecendo e fortalecendo os seus protagonismos e capacidades na defesa e na garantia dos direitos humanos, em especial o cuidado com a mãe terra, com o território, com o corpo e com o espírito.

A realização do encontro foi deliberada durante a plenária das mulheres no ATL em abril de 2019. Desde então lideranças de todas as regiões do país iniciaram o processo de mobilização das mulheres e a captação de recursos para a realização do encontro.

O encontro será realizado com recurso próprio das indígenas, apoio de organizações parceiras e com as doações arrecadadas nessa vakinha! Sua contribuição é fundamental para garantir a chegada das lideranças até Brasília e a realização do encontro.
Você também pode colaborar doando milhas de viagens, mantimentos, cobertores e colchonetes para quem está em Brasília. A arrecadação será realizada pela APIB, mais informações em [email protected]

#MarchaDasMulheresIndigenas #MulheresIndigenas

COMENTÁRIOS

  • Fantástico!!!!! A Bandeira do antigo PTB, de GETÚLIO VARGAS, traz as cores preta, branca e vermelha, do nosso povo representado pelos Negros, Brancos e Indígenas, IGUAIS em direitos e dignidade.

  • POSTS RELACIONADOS

    Indígenas fecham rodovia no Pará por direitos e contra o Marco Temporal

    Centenas de indígenas, de diversos povos da região do Baixo Tapajós, no Oeste do Pará, ocuparam a BR-163 na manhã desta quarta feira (30), na cidade de Santarém, um dos principais polos econômicos da região Norte. O município abriga milhares de indígenas, tanto em aldeias, quando em área urbana. A manifestação de deu contra o PL 490 e o marco temporal, dispositivos legais que fragilizam os povos indígenas e seus territórios.

    >