Relatos de violência e terror em CURITIBA

Como Bolsonaro vai garantir a segurança pública se não consegue nem segurar seus próprios apoiadores?

Por Paulo Jesus dos Jornalistas Livres

Calil sofreu cortes na cabeça e nas pernas, e torceu o pé quando foi atropelado por um apoiador do Bolsonaro, na noite de domingo, em Curitiba.

Ele também relata que, quando foi registar o boletim de ocorrência, todos os computadores da delegacia estavam com adesivos do candidato.

Mais cenas de violência ocorreram hoje, na UFPR, desta vez contra um jovem que estava usando um boné do MST.

Veja a nota de repúdio da UFPR:

NOTA DE REPÚDIO contra ato de violência nas dependências da UFPR

Superintendência de Comunicação Social 9 de outubro de 2018 – 21h25

A Universidade Federal do Paraná lamenta profundamente o ato de violência ocorrido em frente às suas dependências. Um membro da comunidade foi vítima de agressão física, aparentemente por seu posicionamento político. Ele já foi encaminhado para atendimento médico e não corre risco de morte. Vidros foram quebrados na Biblioteca Central e na Casa da estudante universitária.

A Pró-reitoria de Administração e a Superintendência de Infraestrutura prontamente foram acionadas e já tomaram as devidas providências para garantir a segurança no local e boletins de ocorrência foram registrados.

A UFPR repudia veementemente todo e qualquer ato de violência, de preconceito ou de discriminação e entende que os espaços universitários são ambientes de debate e do exercício de liberdade de opinião. Um espaço histórico e simbólico que deve se manter pleno da democracia e de continua resistência à intolerância, à violência e banidas as formas de opressão.

Como Bolsonaro vai garantir a segurança pública se não consegue nem segurar seus próprios apoiadores?

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.

Categorias
#EleNãoDestaquesEleições 2018

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish