Rede de Intelectuais, Artistas e Movimentos Sociais em Defesa da Humanidade emite nota em defesa da democracia e do povo brasileiro

A Rede de Intelectuais, Artistas e Movimentos Sociais em Defesa da Humanidade emitiu nota em defesa da democracia e do povo brasileiro em sua página oficial: https://indefenseofhumanity.org/2018/10/in-defense-of-democracy-in-defense-of-the-brazilian-people/ externalizando sua preocupação com...

A Rede de Intelectuais, Artistas e Movimentos Sociais em Defesa da Humanidade emitiu nota em defesa da democracia e do povo brasileiro em sua página oficial: https://indefenseofhumanity.org/2018/10/in-defense-of-democracy-in-defense-of-the-brazilian-people/ externalizando sua preocupação com o grave cenário político no país e pedindo a união das forças de esquerda e progressistas em torno da chapa Haddad-Manuela para combater o fascismo.

Confira a nota traduzida abaixo:

Em Defesa da Democracia, em Defesa do Povo Brasileiro

Da Rede de Intelectuais, Artistas e Movimentos Sociais em Defesa da Humanidade, assistimos com grande preocupação aos desdobramentos políticos que vêm ocorrendo no Brasil.

Quando o golpe parlamentar contra a legítima Presidenta Dilma Rousseff foi levado a cabo nós denunciamos, e protestamos contra a prisão, sem qualquer prova, do Presidente Lula, cujo único crime foi tirar milhões e milhões de brasileiros da pobreza, algo pelo qual as elites transnacionais e o imperialismo norteamericano nunca o perdoaram.

Agora estamos testemunhando com horror a ascensão de um candidato abertamente fascista, misógino, homofóbico e racista. Um candidato que representa todos os anti-valores de uma sociedade democrática. Este momento só pode ser enquadrado na profunda crise que o modelo econômico neoliberal provocou em nossas sociedades. É montado sobre o ódio e a frustração de amplas camadas da população que deram origem a figuras como Trump, Le Pen, Salvini ou Netanyahu.

A vitória de uma candidatura abertamente fascista como Bolsonaro no Brasil não seria apenas uma tragédia para o povo brasileiro, um holocausto social contra os pobres, mulheres, negros, a comunidade LGBT e, em geral, contra a própria democracia do Brasil. Seria também desastroso para os avanços em direção à emancipação da América Latina. Mais importante ainda, o resultado seria uma parada no avanço da combinação de forças e governos populares na América Latina e no Caribe, e um revés para a humanidade como um todo.

Neste momento histórico, fazemos um apelo à unidade de todas as forças, não só de esquerda e progressistas, mas, acima de tudo, da unidade de homens e mulheres que acreditam em valores democráticos, para formar uma frente contra o fascismo que impeça o retorno de fantasmas que deixaram tantos mortos e desapareceram em nossa América no passado.

Por isso, apelamos por uma luta unida contra os interesses das grandes elites econômicas e midiáticas e pela defesa do legado de Lula e da democracia, um legado que hoje se manifesta na candidatura de Fernando Haddad-Manuela D’Avila.

É imperativo que o Brasil retorne ao caminho que foi desviado pelos golpistas, um caminho de soberania e justiça social para o povo brasileiro. Porque nós acreditamos em um Brasil feliz de novo, eles não passarão.

Categorias
#EleNãoEleições 2018
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish