Pelo fim da violência contra as mulheres, mas se quiser pode

"é que eu sou do movimento feminista e preciso fazer umas perguntas antes de decidir ou não se eu vou defender esta mulher"

Pelo fim da violência contra as mulheres, mas se quiser pode

Por Daiane Noves

_ Com licença senhor agressor, desculpa interromper essa surra que o senhor está aplicando nessa mulher que está caída no chão, é que eu sou do movimento feminista e preciso fazer umas perguntas antes de decidir ou não se eu vou defender esta mulher, tudo bem?
_ Claro, mas eu posso continuar batendo nela enquanto respondo?
_ Pode sim. Ainda não sabemos se ela mereceu ou não, vai que ela mereceu. Não queremos ser injustas.
_ Tá.
_ Essa mulher está sob efeito de substâncias psicoativas ilícitas?
_ Sim. Na verdade, sóbrio, sóbrio, ninguém aqui tá.
_ Entendo. Outra pergunta: ela é bolsonarista né?
_ É sim. Mas nessa galera aqui todos somos né, gata. Mito, B17!
_ Entendo. Soube também que ela estava com a arma da namorada anteriormente.
_ Sim. Mas a namorada já havia guardado. Com ela armada eu não estaria batendo né, senão ela atiraria em mim. Mas vou usar o fato de ela ter estado armada antes para legitimar isso aqui como defesa, saca?
_ Tem outras pessoas armadas aqui né?
_ Sim.
_ Mais uma pergunta: foi ela que começou?
_ A de mão ou a de boca? Pq eu tava humilhando ela mó cota, ela tava toda com raivinha, mexi com a mina dela também. Aí ela veio pra cima de mim. Olha o tamanho da s4p4t4o. É óbvio que eu ia arrebentar ela.
_ Mas sabendo disso, pq o senhor só não se defendeu ou segurou ela?
_ Ah, ela quer ser homem né, tem que apanhar que nem homem, pô.
_ Mas o senhor sabe que é uma mulher, com compleição física e força bem inferior que a sua. Vc sabia que ia sair ileso e ela arrebentada, não?
_ Claro. Mas eu quero mostrar pra morena lá que eu sou alfa tá ligado?
_ Mas se fosse um cara?
_ Se fosse um cara nem tinha mexido com a mina dele, pô. Mas como é uma mina, que ainda é s4p4t4o, e ainda fez uso de drogas, e ainda revidou as minha provocações vindo pra cima de mim? Acha que vou só conter ela? Vou arrebentar mesmo.
_ O senhor viu que ela já estava no chão?
_ Vi, eu sou bem forte, né?
_ Então pq o senhor continua batendo nela?
_ Pq é facião bater em mulher, nocaute certeiro. Quero dizer, mulher não, s4p4t4o.
_ Entendi. Mas a questão é que o senhor tá criando um problema ético para o feminismo, além desse monte de hematomas nela. Pq, veja bem: ela segue filosofia de direita e a gente já não gosta dela, ela não performa feminilidade e ainda fica agindo toda pá para performar masculinidade, já não nos parece como a vítima perfeita e cândida, fala mal do ativismo e tem um auto-ódio imenso, nenhum senso de classe. Dificil detectar misoginia e lesbofobia quando não é a vítima ideal, pô.
_ Ah, moça, faz assim então, se ninguém me segurar, eu continuo chutando ela aqui caída e mato logo. Ninguém liga pra lesbocídio, essas estatísticas nem saem. Resolvo o meu problema e o de vcs. Pode ser?
_ Pô, senhor agressor. Fechou. A gente muda o lema para ‘Pelo fim da violência contra as mulheres, mas se quiser pode.’
_ Ah, genial. Qualquer coisa, cê manda um ‘ela que lute’ ou um ‘bem-feito’ ou ‘sem tempo pra mina reaça’, mas acho que não vai precisar não. Ela mereceu, ela tava pedindo.
_ Verdade né. Desculpa atrapalhar o espancamento ae. Boa surra pro senhor.
_ Valeu. Ow, cê é uma “morena muito bonita”.
_ Que isso, não tá vendo meu namorado ali?
_ Ow, que vacilo, perde perdão lá pra ele. Cê falou que é feminista e eu já pensei que vc tbm namorava s4p4t4o, eca. Aí a gente não respeita não. E se vir cobrar a gente arrebenta, não quer ser homem?
_ Tá certo. Deixa só eu terminar a minha postagem aqui do “não sou obrigada a ter sororidade com reaça”, péra. Como é mesmo o novo lema que falei agora pouco?
_ Sei lá, era tipo ‘nada justifica um cara jantar uma mina no soco’…
_ Não, lembrei, era ‘Pelo fim da violência contra as mulheres, mas se quiser pode.’
_ Isso.
_ Desculpa incomodar a surra do senhor.
_ Que isso, tamo junto. B17.


Veja também: Não deve existir “eu avisei” pra vítima de lesbofobia

Categorias
DestaquesDireitos HumanosFeminismoFeminismoLésbicasLesbofobiaLGBTMulheres lésbicasPolíticaviolênciaViolência Policial
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish

Relacionado com