Ninguém faz samba só porque prefere

 

Ninguém faz samba só porque prefere

 

ou traz na mão direita a rosa.

 

Guardo suas meias e seus sapatos.

Iracema, nesse chão tudo é perda de índio, poucas lembranças,

 

triste canto, fusão.

Morrem nas andanças de Macunaíma

 

tantos,

 

tanto Beth como Antunes,

 

Carvalho e Filho. A arte tão triste está, vazios nos campos, no palco,

 

descuidos no poder, cultura vacante. 

 

Macunaíma

Do fundo do baú JL- Macunaíma. Trecho do filme brasileiro, de 1969, do gênero comédia e fantasia, escrito e dirigido por Joaquim Pedro de Andrade, baseado na obra homônima de Mário de Andrade. Em novembro de 2015 o filme entrou na lista feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

Gepostet von Jornalistas Livres am Samstag, 4. Mai 2019

 

 

Infortúnio,

 

tinha cá pra mim que agora sim eu vivia enfim um grande amor – mentira.

 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>