Moradores se colocam contra a privatização do estádio do Pacaembu

O Pacaembu não é só um estádio de futebol, mas um complexo  esportivo que  tem 75.898 metros quadrados .

Tem piscina aquecida com arquibancada para 2.500 pessoas e padrão FINA- Federação Internacional de Natação

Ginásio Poliesportivo com capacidade para 2.500 pessoas

Ginásio de saibro coberto  para tênis com capacidade para 800 pessoas

Quadra externa com Futsal e vôlei com iluminação

Quadra externa de tênis com arquibancada para 1.500 pessoas

 Três pistas de cooper

Duas salas de ginástica e atividade física em geral

Aulas gratuitas para diversas modalidades

Veja a nota dos grupos que resistem a privatização do Pacaembu

“Faltando 18 meses para o término da gestão do prefeito Bruno Covas, dentre as metas apresentadas pela atual gestão da Prefeitura de São Paulo do PSDB está a intenção de aumentar 30% as atividades esportivas e a construção de dois centros olímpicos na cidade. Tal fato soa contraditório, considerando-se que vivemos um momento em que se está concedendo à iniciativa privada dois importantes Complexos Esportivos Municipais, o Ibirapuera e o Pacaembu.

Mesmo que fosse verdade, e que as obras de tais centros olímpicos já tivessem se iniciado, como ficam os usuários durante esse período? Pessoas de todas as regiões da cidade se deslocam a procura de lazer e esporte e, por tempo indeterminado, ficarão sem o amparo do serviço público. Mas, além disso, qual a garantia de que os direitos dos usuários serão considerados?

Por que subtrair, por tempo indefinido, um Bem Público, dispender dinheiro público na construção de outras áreas, ao invés de melhorar a manutenção dos complexos esportivos existentes, que tem uma relação com a história da cidade e do país? Qual o sentido de onerar a cidade com novas construções se, depois, será alegada a ineficiência pública para a gestão das mesmas?

Grupo de sócios – Resistência Pacaembu

Associação Viva Pacaembu por São Paulo”

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS