Justiça rejeita relatório médico de Bolsonaro e exige a apresentação de todos os exames

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na tarde desta quinta-feira (30),  Juíza Ana Lúcia Petre Betto alegou que o relatório apresentado pela AGU (Advocacia Geral da União) não atendeu integralmente o que foi determinado pela justiça federal de São Paulo, na ultima terça-feira (27).  O relatório médico de 19 de março atesta que Bolsonaro estava assintomático e tinha tido resultado negativo para o novo coronavírus.

“Considerando que o documento juntado pela parte ré (relatório médico, datado de 18.03.2020 – id 31571155), não atende, de forma integral, à determinação judicial, renove-se a intimação da União, nos termos do id 31436976, para que, em 48 (quarenta e oito) horas, dê efetivo cumprimento quanto ao decidido, fornecendo os laudos de todos os exames aos quais foi submetido o Exmo. Sr. Presidente da República para a detecção da COVID-19, sob pena de fixação de multa de R$5.000,00 por dia de omissão injustificada”, determinou a juíza.

(…)

COMENTÁRIOS

  • POSTS RELACIONADOS

    >