EDITORIAL: É preciso apurar com rigor o ocorrido com o candidato Jair Messias Bolsonaro

Cercado de agentes da PF e de apoiadores quando em campanha pelo centro de Juiz de Fora, Bolsonaro foi atingido por um homem armado com uma faca, na altura do abdome

Bolsonaro sendo atendido no Pronto Socorro da Santa Casa de Juiz de Fora

Imediatamente após o ataque, Jair Bolsonaro colocou a mão sobre o local que teria sido atingido pelo instrumento perfuro-cortante. Mas nenhuma mancha de sangue foi vista em milhares de imagens (vídeos e fotos), registradas no local e no próprio instante da agressão.

O filho de Bolsonaro, Flávio, candidato a senador, disse que o pai foi atingido superficialmente. Posteriormente, via Twitter, Flávio disse que o ferimento teria sido grave e pedia orações. O candidato encontra-se internado na Santa Casa de Juiz de Fora.

O suposto agressor de Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira, na delegacia da PF de Juiz de Fora (MG)

O homem identificado como seu agressor, Adélio Bispo de Oliveira, tem 40 anos e é de Montes Claros, no norte de Minas. Apesar da comoção generalizada que seu ato gerou, ele foi levado para a delegacia da Polícia Federal de Juiz de Fora e ali fotografado, sem que se visse nele qualquer marca de agressões ou maus tratos.

Na página de Adélio Bispo de Oliveira, dentro da rede social do Facebook, o suposto autor do atentado aparece como “curtidor” de perfis tão díspares quanto República de Curitiba, Israel My Israel, Apoio Policial, Batalhão de Operações Policiais Especiais – BOPE, Ação Nacionalista, O Outro Lado da Coreia do Norte, Anonymous Rio, Midia Ninja, TVT, Ponte jornalismo, PCdoB, Consulado dos EUA, Rachel Sheherazade, Rede Sustentabilidade-Rede, Instituto Militar de Engenharia, Cap PM André Silva Rosa – ROTA, Apoiamos a Brigada Militar, além dos Jornalistas Livres, entre outros. Quem acompanha as redes sociais sabe que essa variedade inconsistente é típica de páginas mantidas por robôs.

É dramático o quadro político no Brasil. Mais do que nunca, é preciso que todos os democratas coloquem-se de sobreaviso. É imperioso investigar a fundo essa ocorrência. Lembramo-nos da famigerada “bolinha de papel”, um atentado fake que teria sido desfechado contra o candidato José Serra, durante a campanha eleitoral de 2010. Na ocasião, o Jornal Nacional divulgou reportagem onde endossava a versão da agressão com “objeto contundente”. A reportagem terminava com um Serra arcado, interpretando o papel de pessoa fragilizada em luta contra a tal “barbárie política”. Mas as redes sociais e um trabalho investigativo a cargo do SBT mostraram que o tal “objeto contundente” não passava de uma bolinha de papel, que mal fez cócegas na calvície do candidato tucano.

Importante não esquecer, contudo, que a política no Brasil vem de fato passando por um forte processo de escalada da violência. A execução de Marielle e Anderson, os tiros desferidos contra a caravana de Lula no sul do Brasil, os feridos a bala no acampamento LulaLivre próximo à sede da PF em Curitiba e muitos outros fatos não permitem subestimar os ódios e interesses políticos escusos.

A Democracia exige o respeito entre as forças políticas em disputa. Exige transparência e honestidade. A cidadania não pode permitir que a violência e as narrativas turvas complexifiquem ainda mais o quadro político já tão crispado por injustiças e ressentimentos, como o que estamos vivendo. Menos ainda, pode permitir que essas narrativas sirvam de pretexto para cassar o direito constitucional de a população brasileira escolher seus governantes. A Constituição precisa ser respeitada.

Bolsonaro, no momento em que era socorrido após o ataque

Veja abaixo em câmera lenta o momento do ataque:

https://www.youtube.com/watch?v=0DWIfleIiuw&feature=youtu.be 

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.

Categorias
DemocraciaDestaquesEleições 2018GeraljornalismoJusticaPolítica

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.
6 comentários:
  • Silvio Luiz Nickele
    6 setembro 2018 at 19:37
    Comente

    Perfeito. E mais um detalhe que até agora não foi levado em consideração. Imagens do momento do ataque permitem ver claramente que o local atingido fica logo abaixo da mama direita do candidato, porém as entradas constantes ao vivo da co-apresentadora do JN falam em atingimento do intestino delgado e grosso e levemente o estomago. Ou o candidato tem o intestino no lugar errado ou explica-se ai a pouca inteligencia do mesmo. Quiçá no lugar do cérebro exista um músculo da coxa por exemplo.

  • Genilson
    6 setembro 2018 at 20:02
    Comente

    Será doloroso retomar o caminho da cidadania, pois os proponentes a representar o povo, não servem de exemplo. E a reação acaba ocorrendo de alguma forma, mesmo que indesejável como essa.

  • mario
    6 setembro 2018 at 23:37
    Comente

    Não é possível que as pessoas não percebam que é um doido varrido…. mas preferem apostar no confronto e um dos responsáveis por mais agressões será o sr flavio bolsonaro que está até agora a vociferar nas redes que quiseram matar o pai ,que vai ter volta…. o sr presidente do psl dizendo que vai ter guerra…. tudo por causa de um doido ???? vão politizar isso tb ???? me desculpem mas não sou daqueles que quando a pessoa morre vira boazinha…. quem já trabalhou com louco sabe do que estou falando.

  • Inácio da Silva
    7 setembro 2018 at 8:32
    Comente

    Os julgamentos apressados e de ignorantes dá nisso. Hoje deveria publicar uma errata. O gajo teve hemorragia interna!!!!!. Queria ver se o ocorrido tivesse sido com um petista, o “posting” teria tido o mesmo viés… lamentável !!!!

  • Inácio da Silva
    7 setembro 2018 at 16:49
    Comente

    Então, os “jornalistas livres” que publicaram esse artigo açodado e mentiroso não vão se retratar…jornalismo sério e baseado em fatos e não ideologias é o que toda democracia necessita!!

  • Jose Ferretti
    10 setembro 2018 at 22:37
    Comente

    Eu só sei dizer uma coisa, aos 62 anos de idade é a primeira vez que vejo alguém ser esfaqueado e ninguém ver uma única gota de sangue, nem uma manchinha sequer. Ou ele não tem sangue ou é incolor. Só Isso.!

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish