Edição nacional do Demolidor associa “Mito” com vilão

Edição nacional do famoso HQ “Demolidor” coloca “Mito” como criminoso e propagador de mentiras. Em Demolidor nº17 lançado em 2019, Wilson Fisk, O Rei do Crime, ou o Kingpin (no original, em inglês) foi eleito prefeito de Nova York e se utilizando de Fake News colocando a população contra os heróis. Em um dos protestos da população, a Panini Comics Brasil, a editora que lança as HQs aqui no país, fez uma tradução no mínimo inusitada fazendo referência a nossa política.

Demolidor é uma publicação da Marvel Comics, uma das maiores editoras de Historias em Quadrinhos do mundo. Tem personagens famosos como Homem de Ferro, Homem-Aranha, Pantera Negra, Hulk entre outros. O Demolidor é um herói popular, que atua nas ruas contra diversos personagens, e tem como um dos grandes inimigos o Wilson Fisk , ou Rei do Crime, um mafioso que se esconde sobre a fantasia de empresário ou vice-versa.

A versão brasileira coloca em uma das imagens do nº17 alguns cartazes com os dizeres “ Fisk Mito” em uma alusão direta à Fisk, o vilão, e uma possível referência ao apelido de Jair Messias Bolsonaro, Mito. Na historia da edição em questão Fisk foi eleito usando mentiras, as Fake News, para garantir os votos necessários. Um processo semelhante ao usado pelo novo presidente, Bolsonaro, na campanha de 2018.

A Marvel é conhecida por pautar questões politicas em suas publicações. Foi a primeira grande editora estadunidense a ter um personagem negro, Pantera Negra, discutir violências contra minorias por meio dos X-Men e pautar outros temas pouco abordados em HQs. O Editor-Chefe da revista durante seus anos de mais sucesso, Stan Lee, também assumiu posições marcantes sobre racismo e intolerância.

 

 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS