Conto da Virgínia

.

por Michael Coudrey

22 000 pessoas protestaram na Virgínia,

os mascarados, os barbados, senhoras louras

cada qual portando suas armas,

sua milícia, sua malícia.


Na Virgínia, estado distante norte-americano,

os homens protestam a favor das armas.

Comprar apenas uma arma por mês?

Não,

querem mais. Todo direito de obter armas.

Tolos, indecentes?

Há uma errância espectral em mim.

RICHMOND, VA – JANUARY 20 – Os defensores dos direitos das armas participam de um comício organizado pela Liga de Defesa dos Cidadãos da Virgínia, na Capitol Square, perto do Capitólio do Estado, em 20 de janeiro de 2020, em Richmond, Virgínia. Durante as eleições do ano passado, o governador da Virgínia, Ralph Northam, prometeu promulgar leis abrangentes de controle de armas em 2020, incluindo a compra de armas de fogo por uma por mês, a proibição de armas e silenciadores de estilo militar, permitindo que as localidades proibissem armas em espaços públicos e exibindo uma bandeira vermelha para que as autoridades possam apreender temporariamente armas de alguém considerado uma ameaça. Enquanto os organizadores do evento pediram aos apoiadores que aparecessem sem armas, milícias e outros grupos de extrema direita de todo o país planejam participar do comício e demonstram seu apoio aos direitos das armas. Zach Gibson / Getty Images / AFP

Querem mais, mais armas,

armas sem limites, armas apenas.

Daqui onde estou, no sul do continente,

algo de Virgínia me lembra Hamlet,

ser ou não ser,

me lembra Oswald de Andrade, tupi or not tupi?

https://wtvr.com/2020/01/20/gun-rights-rally-richmond-virginia/

Categorias
crônica
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish

Relacionado com