URUGUAI: ESFORÇO PARA GARANTIR CONQUISTAS SOCIAIS NO 1° TURNO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Há uma semana das eleições do próximo dia 27/10, a Frente Ampla do Uruguai realiza, com grande engajamento popular, seus eventos finais, no esforço de vencer a direita já no primeiro turno. Ontem à noite, vários pontos tradicionais de Montevidéu eram um mar de bandeiras a agitar as ruas de vermelho, azul e branco pela vitória de Daniel Martinez (FA).

O candidato das forças de esquerda vence as pesquisas com quase 40 pontos, contra 27% do principal adversário, o liberal Lacalle Pou, que é seguido por Ernesto Talvi, do Partido Colorado, com 16% e Guido Manini Ríos, do Cabildo Abierto, com 10%. Lacalle, o segundo colocado, já anunciou uma possível aliança à direita com o ex-militar Manini, defensor da tortura e da ditadura militar, considerado o Bolsonaro uruguaio.

A vontade de não arriscar numa aliança neoliberal fascista de segundo turno os direitos sociais, trabalhistas e a redução drástica da pobreza de 39% para 8%, conquistados durante os 15 anos de governo de esquerda, deu ao hino da FA uma entonação mais comovente.

A caravana final de hoje antecede o encerramento da campanha, que ocorrerá na quarta-feira, 23, às 19 horas, na Rambla Presidente Wilson. Três ondas saíram de pontos diferentes da capital e se encontraram no Palácio Legislativo, de onde partem para a rambla Kibón, passando pela Avenida do Libertador, 18 de Julho e Bulevar Artigas.

Acompanhe a cobertura das eleições dos Jornalistas Livres na Bolívia, Uruguai e Argentina neste momento estratégico para a América Latina e para o Brasil!

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>