Polícia reprime ato por Lula Livre na zona leste em São Paulo

Se não basta quererem a volta do AI-5, agora temos a polícia reprimindo o sagrado direito de manifestação.

Os ventos autoritários sopram cada vez mais forte e este absurdo ocorreu na zona leste de São Paulo.

A direita está mais preocupada com a força da campanha Lula Livre e incomodada com o enfraquecimento do governo Bolsonaro.

Se não basta quererem a volta do AI-5, agora temos a polícia reprimindo o sagrado direito de manifestação

Manifesto de Repúdio Contra a Intervenção Policial na Atividade do Comitê Regional da Leste

Toda solidariedade ao Comitê Regional da Leste que ontem, sexta-feira(01.11.2019) sofreu intervenção da polícia durante o ato por “LULA LIVRE”, sob a alegação de perturbação pública. Que fique bem claro: esta intervenção do aparato policial, descabida e truculenta, nada mais exprime do que a tentativa de cercear a liberdade de expressão de uma atividade legítima e inserida dentro do processo democrático.

A referida atuação da polícia, prepotente e autoritária, foi uma tentativa de silenciar as vozes da rua. Que fique claro: não se pode subestimar estas práticas com ranço autoritário e deve-se conte-las agora, antes que evoluam para pancadaria e prisões, por parte da força policial. Os responsáveis por tentar coibir esta manifestação popular devem ter suas identidades reveladas e devem responder juridicamente, inclusive, prestando os devidos esclarecimentos de quem partiu a ordem para promover a abordagem autoritária. Defender a liberdade de Lula não é crime e, por isso, deve-se mesmo cobrar das autoridades o compromisso com o Estado Democrático de Direito exigindo que as atividades por “LULA LIVRE” possam ocorrer sem transtornos de nenhuma ordem.

Considero ainda ser urgente que, nas atividades dos Comitês, seja possível contar com o suporte dos jornalistas livres, não só para divulgar estas atividades, mas também flagrar eventuais excessos por parte dos órgãos de repressão. Isto porque penso que tais abordagens serão uma constante, sobretudo, com a proximidade das eleições. O fundamental é que não se recue. Que tais atividades por “LULA LIVRE” persistam e que tais abusos da polícia ( ou milícia) sejam denunciados. O Comitê Regional da Leste não recuou. Continuou a atividade e exerceu o direito soberano à liberdade de expressão em defesa de Lula e da Democracia. Com isso, tem-se a radicalização inevitável. E ser radical, aqui, é defender de forma intransigente a liberdade de Lula e do povo. Ser radical é defender a liberdade de expressão.

Tal como fez o Comitê Regional da Leste que recebe nossa solidariedade integral, porque também já sentimos na pele a pulsação violenta do ódio, dos que querem o retorno da ditadura. Haverá luta!!!. Haverá resistência!!!. Ditadura, Nunca Mais!!!

Abraço fraterno. Charles Gentil Comitê Popular Ponte Rasa Lula Livre.

Categorias
DestaquesLula Livre
4 comentários:
  • Marcelo Rodrigues Ramos
    3 novembro 2019 at 16:01
    Comente

    Os policiais tem que procurar é os milicianos e não o povo, ou os policiais também tem ligação com as milícias para estar as defende lás?

  • Marcos de Faria
    3 novembro 2019 at 17:52
    Comente

    É pressão e abuso de poder. Só v porque estão de farda só por isso, tira a farda e eles ficam mancinhos.

  • Paulo
    4 novembro 2019 at 10:12
    Comente

    Polícia desocupada e arrogante . Gados do bozo

  • José Galdino Pereira
    4 novembro 2019 at 20:19
    Comente

    Precisa avisá-los que.a.Praça é do Povo como o céu e do avião! Será que próximo passo é deter o voo livre dos aviões? LULA LIVRE!

  • Deixe uma resposta