Os efeitos da ivermectina, por Dirce Waltrick do Amarante

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Tudo não passa de especulação, mas o fato é que muitos integrantes do governo desapareceram, entre eles, o secretário de Cultura, o ministro da Saúde e o ministro da Educação. O próprio presidente aos poucos está desaparecendo (ultimamente só é visto nos finais de semana ou no gramado entre as emas). Têm-se atribuído esses sumiços aos efeitos do uso da ivermectina, que, como se sabe, elimina vermes e parasitas. Se o presidente ainda não sumiu de vez é porque, presume-se, sua dose diária do vermífugo ainda é baixa, uma vez que ele tem priorizado o uso da cloroquina que, como todos sabem, até as emas, não tem efeito nenhum.

*Dirce Waltrick do Amarante é escritora, ensaísta e tradutora.

COMENTÁRIOS

  • A falácia de parte desse (des) governo é a prova de q a nau continua sem rumo,troca um aqui um outro ali mas de nada adianta,o timoneiro é ruim e a tripulação pior aínda.

  • Eu tomo ivermecrina todo ano, mais albendazol e anitta. Minha filha tomou hidroxicloroquina dos 7 aos 15 anos e de efeito colateral teve o estomago fragilizado pelo periodo longo de uso e acompanhento com reumatologista e oftalmo. Gostaria que publicassem outros efeitos colaterais fora o que consta aaui, a na verdade nao consta e como tambem relatos veridicos de pessoas que fazem ou fizeram uso dos mesmos. Ate p nos aqui de casa confrontarmos com algum tipo de efeito do qual poderiamos nos basear de outrasSpessoas que tiveram e nao nos atentamos. Fiz comentario e nao consigo enviar, a qual me faz desconfiar que seja
    Materia tendenciosa e oportunista de mal gosto. Sejam mais detalhistas buscando mais fatos e materias.
    Obrigada

  • Para ver comentários dessa natureza não precisamos de olhos, e sim de uma grande fossa…

  • POSTS RELACIONADOS

    >