Golpe se concretiza na Bolívia com renúncia de Evo Morales

Evo Morales renuncia (Reprodução/TELESUR TV)

O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou neste domingo (10) sua renúncia pouco depois das Forças Armadas aderirem ao golpe promovido por Carlos Mesa, derrotado nas eleições de outubro. Grupos que se recusaram a aceitar o resultado das eleições promoviam uma onda de violência no país. Residências de familiares de Evo sofreram ataques e incêndios criminosos, na mesma semana uma prefeita do seu partido foi sequestrada e agredida violentamente. Em tentativa de retomar a ordem, Evo Morales chegou a convocar novas eleições na manhã de hoje, mas após pressão das Forças Armadas, foi obrigado a renunciar ao mandato, no que foi seguido pelo seu vice Álvaro García Linera. O grupo de Carlos Mesa já ocupa palácio presidencial. Evo Morales pediu asilo político no México.

Assista aos pronunciamentos de Evo Morales e Álvaro García Linera.

 

 

 

 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

A cor do golpe

Os discursos de ódio a conta gota, institucionalizaram-se. Eles destilam o ódio a negros, mulheres, LGBTIQIA+, nordestinos e pcd’s.